Saúde

É importante começar o ano a cuidar da saúde mental

O ano de 2020 foi um dos mais difíceis dos últimos tempos. A pandemia de COVID-19 gerou
uma série de confinamentos, trouxe uma grave crise económica e levou entes queridos de
muitas pessoas. Seguir em frente foi um desafio para os humanos não apenas de Portugal,
como no mundo inteiro.

Uma lição positiva que tiramos de 2020, sem dúvida, é que cuidar da saúde mental é importante. Entramos em 2021, mais uma vez, com perspectivas de muitas dificuldades, uma vez que os números máximos de casos e de mortes em Portugal vêm sendo sucessivamente superados.
Para que além da COVID-19 não soframos também com problemas relacionados com a saúde mental, existe uma boa quantidade de atitudes que podemos tomar. Traremos agora uma pequena lista com acções que ajudam a reduzir os riscos de desenvolver sintomas de depressão ou de ansiedade:

1. Manter contacto com amigos e família
Mesmo que não seja possível ver os amigos e a família pessoalmente, é importante tê-los
em nossas vidas. A tecnologia dá-nos, actualmente, um leque de possibilidades para
conversas e reuniões com todos que nos são importantes.
Usa aplicativos de mensagens, faz chamadas em vídeo e conversa sempre que possível
com os amigos e a família. Em tempos de confinamento, o contacto social permanece
fundamental para a saúde mental.

2. Manter passatempos agradáveis
Há pessoas que passam o tempo com leitura, outras vêem filmes ou assistem a séries de televisão.
Segundo o portal especializado Guia de Bem Estar, entre os passatempos mais comuns
estão hábitos muito próprios como maquilhagem, colecções de objetos ou cultivo de plantas.
Não importa qual desses é o teu passatempo preferido: Se ele te dá prazer, fá-lo sempre que houver um período livre do teu dia. Assim, poderás manter a cabeça ocupada e divertires-te, ao invés de te preocupares com as notícias e com a situação da pandemia.

3. Fazer actividades relaxantes
É cada vez maior o número de pessoas que procuram actividades capazes de relaxar a
mente como ioga, a meditação ou exercícios de respiração. Apesar de, no princípio, elas parecerem pouco eficazes, logo se revelarão excepcionais armas no combate ao stress e aos problemas quotidianos.
Não tenhas vergonha de te entregar às actividades relaxantes e de torná-las parte da rotina.
Uma meditação ao chegar do trabalho ou no momento de acordar, por exemplo, pode ser uma óptima actividade para recarregar as energias e dispersar a tristeza e o stress acumulado.

4. Procurar ajuda profissional
Caso nenhuma das outras dicas funcione e tu sintas que tua saúde mental está a esvair-se, não deixes o tempo passar: Procura rapidamente por ajuda profissional. Os psicólogos e psiquiatras estarão prontos para te atender e cuidar dos sintomas que te prejudicam.
Durante a pandemia, houve um aumento significativo na busca por profissionais de saúde
mental. É normal que a situação corrente seja um fardo para a cabeça e, portanto, a
procura por ajuda realmente cresce.
Sabes que desenvolver uma depressão ou ansiedade num momento como este é natural para
a humanidade. Tu não estás só e terás sempre a quem recorrer para teres a ajuda que precisas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta