Opinião

E nós, Sr. Presidente? – Fernando Camelo de Almeida

O Sr. Presidente da República voltou a ser infeliz na sua intervenção oficial do 1º de Dezembro, publicada na página oficial da Presidência da Républica.

Foi uma circunstância completamente inadequada para fazer referência especifica a uma etnia que não tem sido esquecida como referido na comunicação oficial, a verdade é que tem uma cultura muito própria e uma forma de estar na comunidade que dificulta a sua inclusão plena na nossa sociedade.

Esqueceu-se o Sr. Presidente da República que os direitos devem ser iguais para todos, exactamente na mesma medida que os deveres.

Esqueceu-se o Sr. Presidente da República dos portugueses que trabalham, que se querem uma casa têm que a comprar ou arrendar e pagam uma imensa carga fiscal para financiar um Estado que fomenta a subsídio-dependência de muitos que não querem trabalhar.

Esqueceu-se o Sr. Presidente da República dos portugueses que apesar do esforço que fazem para sustentar as suas famílias, têm pela frente um enorme aumento do custo de vida que em muitos casos os coloca perante um combate inglório.

Esqueceu-se o Sr. Presidente da República dos portugueses que trabalharam e descontaram para o Estado ao longo da sua vida e sobrevivem com reformas miseráveis sem que ninguém lhes dê o que quer que seja.

Esqueceu-se o Sr. Presidente da Républica dos ex-combatentes que arriscaram a vida na defesa da Pátria e continuam sem o devido reconhecimento.

Esqueceu-se o Sr. Presidente da República dos portugueses portadores de deficiência que continuam a confrontar-se com imensas barreiras, não só arquitetónicas, mas também sociais e financeiras.

Felizmente, os portugueses não discriminam ninguém, o Estado é que o faz descaradamente.

Fernando Camelo de Almeida

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo