Publicidade
CulturaPrimeira VistaVerão 2022

E você? Lembra-se do Café Paraíso?

Faz hoje 89 anos que nasceu o primeiro café vareiro

Abriu neste preciso dia 30 de julho, do distante ano de 1933, o primeiro café em Ovar.

Era o Café “Paraíso” e a sua abertura ficou a dever-se ao espírito empreendedor de Eduardo Sousa. Situava-se no edifício da Rua Manuel Arala no qual, mais tarde, viria a funcionar a relojoaria Ovarense – que durante largas décadas foi uma das mais prestigiadas ourivesarias da cidade.

A relojoaria encerrou definitivamente poucos anos antes da Pandemia.

publicidade

Voltando ao Café “Paraíso”, naquele local ficaria escassos quatro anos, mas viria a conhecer uma segunda vida entre 1937 e 1979, na Praça da República, em frente à Câmara Municipal de Ovar, onde se encontra instalada a actual sucursal do BPI na cidade.

Na nova localização, o “Paraíso” foi propriedade (salvo melhor informação) dos irmãos David (Vilão), António (Toneca) e Manuel Resende (Manelzinho que também foi jogador de futebol na Associação Desportiva Ovarense), importantes industriais da panificação de Ovar.

Na história ficariam as tertúlias entre as mentes que desenhavam o futuro da então vila de Ovar, assistidos pelos carismáticos empregados do café “Paraíso” (e alguns também do “Progresso”), como o Clemente e seu irmão Augusto, o Amorim, o Luís que viria a fundar o café Avenida, o Serafim, dono do actual restaurante “O Bosque”, e a figura principal, com quarto na Pensão Primavera, o Cabral. (O edifício onde funcionava esta pensão também foi recentemente demolida).

Hoje, o edifício da rua Manuel Arala quer reinventar-se como habitação multifamiliar – preservando e prolongando à ampliação proposta o seu traçado de gosto neoclássico.

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo