CarnavalSlider

Ele “pinta a manta” na Aldeia do Carnaval

João Paulo Dias é natural de Avanca, concelho de Estarreja, e decidiu vencer a crise dando cor às paredes das sedes de vários grupos carnavalescos e escolas de samba na Aldeia do Carnaval.

Formado em Cinema de Animação, o avancanense decidiu enveredar pela arte da pintura que sempre o seduziu, não se limitando à Aldeia, claro, mostrando-se disponível para decorar até as nossas casas.

Depois de criar a empresa JPD|Painting – Personalização de Espaços, já deu animação a muitas paredes no concelho vareiro e nos concelhos vizinhos.

Nas mãos de João Paulo Dias, uma parede branca ganha vida, cor e animação, tornando o espaço mais agradável e mais acolhedor.

João2Ovarnews: Como surgiu a ideia de fazer arte nas paredes?
João Paulo Dias (JPD): O meu gosto pelo desenho existe desde sempre. Recordo-me que na escola primária e mesmo no infantário, os meus dotes salientaram-se e despertaram a atenção dos meus professores. Os meus livros no primeiro período letivo, rapidamente se inundavam de riscos e rabiscos. A personalização de espaços, surgiu quando fiz um mural num quarto e divulguei as fotos e todo o processo inerente, através da rede social Facebook e subitamente fui contactado por inúmeras pessoas a solicitarem orçamentos e sendo assim o início desta vertente artística.

É um gosto fazer estas pinturas?
Sem dúvida que sim. Cada trabalho é um desafio e um orgulho imenso. Conseguir proporcionar ao cliente o contexto e agrado pretendido através dos meus desenhos, é sempre muito gratificante. Muito mesmo!

Onde arranja inspiração para os seus trabalhos?
Antes de qualquer pintura, analiso bem qual a funcionalidade do espaço, sendo ele particular ou público. Tento sempre que a personalização do mesmo, não sature o cliente ao fim de alguns meses. Resumindo: há sempre uma pesquisa de temas e contextos cuidada.

Imaginemos que lhe é proposto um trabalho. Como avalia as necessidades do cliente?
Tenho sempre um grande cuidado em que o trabalho fique bem e que o cliente se sinta satisfeito. Nunca esqueço que cada pintura é o reflexo das minhas capacidades e ao mesmo tempo a ferramenta de atração de novos clientes.

joão1Até chegar à conclusão da pintura quais as fases porque passa o seu trabalho?
O processo consiste numa primeira fase onde é realizada a reportagem fotográfica do espaço no seu estado original, seguindo de uma elaboração, criação e desenho de várias maquetes com estilos diferentes de imagem, ajudando assim o cliente decidir cores, tamanhos, temas e contextos. Chegando a um acordo em relação à imagem, é abrir as latas de tinta e mãos à obra, sempre ao som de uma boa música.

Já existem vários trabalhos seus espalhados pelo distrito. Qual aquele que lhe deu mais gosto realizar?
Não tenho nenhum em especial, pois cada trabalho é único, de categorias e contextos diferentes e dão sempre muito gosto em realizar, mas posso destacar alguns pela dimensão em termos de espaço e visiveis ao público, sendo eles o Gymnarte-Ginásio de musculação e fitness em Avanca, a sede dos Dragões da Murtosa ou o Gimnofange em Ovar.

E na Aldeia do Carnaval de Ovar?
na Aldeia tenho trabalhos na sede do Grupo de Carnaval Garimpeiros e um mais recente, na sede do grupo de Carnaval Pierrots. A Aldeia do Carnaval é um espaço muito engraçado e animado, com cerca de 24 pavilhões com condições distintas e cinco dos quais possuem trabalhos meus. Neste momento, estou a finalizar a Sede do Grupo de Carnaval Melindrosas. Gostaria de destacar um grande mural que irei realizar assim que houver as condições necessárias, que será no Quartel dos Bombeiros Voluntários de Ovar.

Onde se podem ver mais trabalhos seus?
Podem  consultar a minha página no Facebook JPD|Painting que contém lá toda informação necessária e fotos de alguns trabalhos realizados. Brevemente terei um site. Podem solicitar informações ou orçamentos através do meu email que é o [email protected] ou pelo número 965319680.

joão3É formado numa área diferente, que por um lado nada tem a ver com este tipo de trabalhos. Foi uma janela de oportunidade para fugir à crise e ao desemprego?
Tenho formação na área do cinema de animação, que muito tem a ver com o desenho logicamente. Entrei no mundo animado há cerca de 15 anos, no Cineclube de Avanca. Em 2010, deixei o Cineclube. Tal ficou a dever-se ao facto de os apoios importantíssimos que são provenientes do estado e que garantem os salários do Cineclube, começarem a ser escassos, levando assim a direção do Cineclube a prescindir de alguns funcionários. Quando me deparei com os tempos difíceis e o meu futuro tremido, elaborei um novo projeto de seu nome ANIMA.TU –Workshops de Cinema de Animação, que consiste como o próprio nome indica, na realização de Workshops em escolas, infantários, bibliotecas e espaços culturais. Mais uma vez, a carência de apoios permaneceu e não sendo o suficiente para uma vida minimamente estável, desenvolvi este projecto que tem sido bem recebido e elogiado pelo público em geral.

Gostaria de deixar algum agradecimento?
Gostava muito de agradecer  o apoio dos meus pais, da minha família, do Cineclube de Avanca, e os amigos que todos os dias me dão apoio e motivação para continuar com o meu projecto.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo