CarnavalSlider

Escola de Samba Carioca desfilou em Samora Correia

A Escola de Samba Carioca, de Ovar, foi um dos destaques dos desfiles do Carnaval de Samora Correia, que saíram para a rua nos dias 2 e 4 deste mês.

Dora Coutinho, presidente da Associação Recreativa e Cultural Amigos de Samora (ARCAS), que organiza o Carnaval de Samora Correia, afirma que aquele corso se distingue pelo facto de ser gratuito e de ser deixada à criatividade dos participantes a escolha dos temas, pelo que cada carro alegórico retrata uma temática.

Outra característica deste Carnaval é que, “por tradição, os reis são sempre da terra, pessoas que vivem esta época com muita folia”, afirma Dora Coutinho. A rainha deste ano foi Paula Pirica, “uma pessoa com 74 anos e que há muito brinca ao Carnaval”, tal como o rei, Rogério Justino. Um pouco como sucede por cá, de resto.

Além da escola de samba Carioca, renascida das cinzas da antiga Império Ovarense a quem foi vadada a participação nos corsos vareiros, aquele Carnaval tem sempre um “convidado especial”, recaindo este ano a escolha numa das moradoras do programa televisivo ‘Casa dos Segredos’, Joana Dinis, residente em Porto Alto.

“Samora Correia vive esta época de folia há muitos, muitos anos, mas este é o 27º ano em que o Carnaval é organizado”, afirma Dora Coutinho.

Só a participação voluntária da população, tanto na organização como na confecção de alguns fatos, permite que o Carnaval de Samora se faça com um orçamento de 40.000 euros, financiado em parte com subsídio e apoio logístico da autarquia, mas essencialmente com as receitas obtidas nos bailes, nas vendas de comes e bebes e na publicidade dos comerciantes, bem como dos contributos dos visitantes, afirma Dora Coutinho.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta