LocalPrimeira Vista

Esmoriz: Polícia Marítima apreende 900 gramas de meixão na Barrinha

Os elementos do Comando-local da Polícia Marítima do Douro apreenderam esta madrugada 900 gramas de meixão, durante uma ação de patrulhamento no âmbito do combate à captura ilegal de meixão na praia da Barrinha, em Esmoriz, concelho de Ovar.

Durante esta ação, os elementos da Polícia Marítima detetaram um indivíduo a exercer a atividade de pesca de meixão com recurso a uma arte de pesca, denominada de “rapeta”, com cerca de 900 gramas de meixão no seu interior, cuja captura é proibida e pode ser qualificada como crime de “danos contra a natureza” por se tratar de uma espécie protegida na Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies de Fauna e Flora Selvagens Ameaçadas de Extinção (CITES).

Foi elaborado o auto de notícia, tendo os elementos da Polícia Marítima recolhido e apreendido, como medida cautelar, a arte de pesca, bem como o meixão capturado ilegalmente que, por se encontrar vivo, foi posteriormente devolvido ao seu habitat natural, com a colaboração do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Foi informada a Unidade Central de Investigação Criminal (UCIC) da Polícia Marítima.

O suspeito da prática do crime de “dano contra a natureza” será presente à autoridade judiciária competente.

Nesta ação estiveram empenhados seis elementos do Comando-local da Polícia Marítima do Douro, apoiados por duas viaturas.

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo