Cultura

Esmoriz: TAN TAN TANNoaria

Esmoriz fixa o maior núcleo da arte da tanoaria no seu território. Preservar esta arte ancestral é poder dar-lhe continuidade.

Para reavivar o passado é necessário expandir no futuro. O festival interdisciplinar de artes performativas contemporâneas TAN TAN TANN perspectiva o interesse desta comunidade em ativar o Núcleo Museológico de TANoaria de Esmoriz.

O encerramento do TAN TAN TANN Festival Internacional de Artes Performativas Contemporâneas, decorre no dia 3 de Junho de 2017, pelas 22H, na Tanoaria Josafer, em Esmoriz.

Hoje, o dia foi dedicado às visitas guiadas na Tanoaria Farramenta, amanhã a partir das 22 horas, há formas animadas com “Areias” e Música pelas “Iguanas.

No dia 3, às 22h, exibe-se “Palabras de Caramelo”, um espectáculo de maeiornetas de María Parrato (Espanha).

Palavras de Caramelo uma história do deserto que nos encanta sobre a história de Kori, um menino surdo, e de um camelo jovem. Um espetáculo nómada sobre a amizade e a poesia. Um espetáculo intimista carregado de emoção e sentido poético. Uma impressionante interpretação da María Arevalillo, que nos descobre todo um mundo de sussurros e silêncios, com delicadeza e energia que ultrapassa a própia história.

A fechar, às 23h, actua Pega Monstro, duo lisboeta de rock das irmãs Maria (voz e guitarra) e Júlia Reis (bateria e voz). Em 2012 lançaram o igualmente celebrado e vilipendiado – assim costuma ser com os bravos do pelotão – homónimo longa-duração de estreia, produzido por B Fachada.

O seu segundo álbum intitulado “Alfarroba” foi lançado no Verão passado pela editora londrina Upset The Rhythm em CD, vinil LP e Digital. “Alfarroba” é, da raiz da sua intenção, imaginação e materialização, um álbum magnífico e raro. Directo, simples e comovente porque subtil, complexo e excitante. Das obras, seja em que campo das artes se quiser considerar, com uma perspectiva no feminino mais forte e emocionalmente inteligível sobre maturação individual e artística na sociedade portuguesa nos dias de hoje. No final de 2015 foi-lhe atribuído o prémio ‘Disco do Ano’ pela revista Time Out, e teve presença em diversas listas de melhores do ano como a do jornal Expresso ou da revista Blitz.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo