Carnaval

Espectáculo de abertura aposta na percussão do Monobloco

O espectáculo de abertura do Carnaval de Ovar 2020 vai ser um espectáculo de raiz, dedicado à percussão, com um dos mais reconhecidos blocos do Carnaval do Brasil, o Monobloco, anunciou o vereador Alexandre Rosas na apresentação do programa para a folia de 2020.

Entre 27 e 31 de janeiro, decorrerá uma oficina de percussão com os professores do Monobloco, aberta a todos os ritmistas do país e que estará muito perto de estar esgotada, pois era dirigida a apenas 84 ritmistas, distribuídos pelos seguintes instrumentos: Surdo de Primeira, Surdo de Segunda, Surdo de Terceira, Caixas, Repique, Chocalho e Agogô.

A oficina decorrerá em Ovar, no Centro de Arte e na Escola de Artes e Ofícios, e visa transmitir o conhecimento e a experiência de quase duas décadas de Monobloco, para os ritmistas portugueses.

Esta oficina culminará com o espectáculo de Abertura do Carnaval de Ovar, no dia 01 de fevereiro, pelas 22 horas, no centro da cidade de Ovar, no qual será apresentado um repertório com ritmos do Samba, da Quadrilha, do Funk Makulele, da Marcha Pop e do Ijexá.

Fundado no Rio de Janeiro, o Monobloco surgiu a partir da banda de Pedro Luis e a Parede, formada em 1996 por Pedro Luis, Celso Alvim, Mário Moura, Sidon Silva e C.A Ferrari. No ano 2000, os elementos da banda tiveram a ideia de criar uma oficina para batuqueiros, um projecto de ensino de instrumentos de percussão, surgindo assim o “Monobloco”. A banda ganhou tanta notoriedade que se oficializou como bloco de Carnaval e, graças ao sucesso ao longo dos anos, é detentor de uma legião de fãs nos desfiles não só do Rio de Janeiro, como de S. Paulo e Belo Horizonte, cidades onde também acontecem suas oficinas de percussão.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo