CulturaVerão 2022

Estaleiro-Museu do Monte Branco chega aos 2.000 visitantes para ver construir o moliceiro

Coube ao casal belga Gaascht realizar a visita dois mil ao Estaleiro-Museu do Monte Branco e, por isso, foi surpreendido pela oferta de um barco moliceiro em miniatura, por parte do vice-presidente da Câmara Municipal da Murtosa, Januário Cunha.

“O Estaleiro-Museu do Monte Branco assume-se com um dos pilares referenciais, no que às medidas de preservação e valorização diz respeito, da candidatura do Barco Moliceiro a Património Mundial da Humanidade, promovida pela Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro”, salienta uma nota municipal.

Ali se mostra “ao vivo” a construção e reparação dos barcos moliceiros e de outras embarcações, pelas mãos do mestre José Rito, que, desde 2009, faz deste espaço museológico o seu estaleiro.

A par do estaleiro propriamente dito, a Câmara da Murtosa inaugurou em julho o Centro Interpretativo do Monte Branco, que dá conhecer, “de forma simples e intuitiva”, a importância histórica, social e económica da construção naval tradicional na Murtosa e em toda a região de Aveiro.

Recorde-se que a ria foi “a grande via de comunicação” da região, antes do desenvolvimento da rede viária, o que originou uma diversidade de embarcações tradicionais lagunares, designadamente moliceiros, mercantéis, chinchorros, caçadeiras e mercantelas, sendo pela ria de Aveiro que “tudo chegava e partia, do moliço ao peixe, dos materiais de construção ao sal, das pessoas aos animais”.

Os mestres construtores e os mestres pintores, as técnicas e as ferramentas são algumas das temáticas abordadas no espaço interpretativo, contíguo e complementar ao estaleiro onde, diariamente, labora o Mestre José Rito.

O Estaleiro-Museu do Monte Branco “tem a pretensão de ser um espaço museológico referencial na valorização das embarcações tradicionais e da construção naval em madeira da ria de Aveiro, sendo um dos pilares da estratégia de preservação destes valores culturais, preconizada pela candidatura, apresentada pela Região de Aveiro, do Barco Moliceiro e da Construção Tradicional a Património Mundial da Humanidade”.

“No Estaleiro-Museu celebram-se os processos construtivos, as ferramentas e técnicas, os grandes mestres construtores e os grandes mestres pintores”, salienta a autarquia.

O Estaleiro-Museu do Monte Branco é um espaço museológico municipal, cujo projeto de arquitetura foi desenvolvido pelo arquiteto João Ruela, sendo de visita gratuita.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo