Guerra da UcrâniaLocalSlider

“Estamos aflitos a tentar contactar familiares na Ucrânia” – Miguel Silva

O presidente da Junta de Freguesia de Maceda, Miguel Silva, é casado com uma cidadã ucraniana e não esconde a sua preocupação com o que está a acontecer naquele país.

Casado há cerca de dois anos com Hanna Denysyuk, o autarca macedense sente hoje, “de forma diferente, aquilo que se passa na nossa Ucrânia, e digo isto porque nos habituamos a lidar com os naturais deste país que também é europeu e por ser casado com uma ucraniana”.

A mulher do autarca ainda tem lá família e está muito preocupada com os seus familiares e amigos de infância. “Estamos muito aflitos a tentar saber noticias dessas pessoas”, revelou Miguel Silva, numa intervenção emotiva na Assembleia Municipal desta sexta-feira.

Hanna Denysyuk é natural de Priluki, uma cidade situada nas margens do rio Udai, a 140 km de Kiev e por isso no centro das operações dos últimos dias, uma vez que as forças russas tentam cercar e tomar a capital ucraniana.

“Quero pedir para que haja um momento de reflexão e nos faça pensar para onde caminha este mundo, que indicação nos quer dar e quais são os princípios basilares nos quais as nossas democracias terão de assentar”, reflectiu.

“Não é a distância que nos faz ficar tranquilos em casa”, alertou, confessando que lhe causa alguma “espécie ouvir quem desculpabiliza o Putin e a Rússia com os dados históricos do que aconteceu na antiga União Soviética”.

E em jeito de conclusão, recordou: “A fundamentação histórica nem sempre fala da história toda e por vezes omite a autodeterminação dos povos apenas por vontade de um imperialismo selvagem”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo