Local

Estarreja distingue o Padre Júlio Franclim Pacheco e Abel Correia de Oliveira a título póstumo

Pelos seus contributos o desenvolvimento e dignificação do Concelho de Estarreja, ou que pela sua ação ou percurso se tenham notabilizado, constituindo exemplo para a Comunidade, o Município atribuirá a mais importante distinção municipal na Sessão Solene do Dia do Município, agendada para esta segunda-feira, dia 13 de junho, às 15h, no Cine-Teatro de Estarreja.

Na cerimónia, serão ainda homenageados com Votos de Louvor os Atletas estarrejenses que se sagraram campeões nacionais na época desportiva 2020/2021, assim como os Funcionários da Câmara Municipal com 25 anos de serviço e os que passaram à situação de aposentados. Esta iniciativa ficará marcada também pela participação do Coro do Polo de Estarreja do Conservatório de Música de Aveiro Calouste Gulbenkian.

Padre Júlio Franclim Pacheco:
O Padre Franclim nasceu a 3 de maio de 1953, em Oliveira do Douro, na Diocese do Porto, e entrou para o Seminário de Calvão aos 10 anos. Frequentou o Seminário de Santa Joana, entre 1965 a 1970, a Faculdade de Teologia em Lisboa e no ano letivo seguinte, o Instituto de Ciências Humanas e Teológicas, no Porto, até 1976.

Foi em outubro de 1975 que a sua ligação a Estarreja se efetivou. Primeiro através do seu estágio pastoral na Paróquia de S. Tiago de Beduído e depois como colaborador do Padre António Fragoso, dando grande impulso à organização e dinamização da pastoral infantojuvenil. Foi nesta Igreja que em 1977 foi ordenado sacerdote por D. Manuel de Almeida Trindade.

Lecionou durante vários anos na Escola Secundária de Estarreja. Mais tarde, doutorou-se em Teologia, com especialização Bíblica, pela Universidade Pontifícia Gregoriana de Roma, acumulou o serviço pastoral com o ensino da Sagrada Escritura, atualmente lecionava na Escola de Teologia e Ministérios de Coimbra e no Centro de Formação D. António Marcelino da Diocese de Aveiro. Na mesma diocese era diretor do Secretariado do Ecumenismo Inter-religioso e diretor do Departamento de Catequese de Adultos.

O Padre Franclim, pároco de Canelas e Fermelã, no Arciprestado de Estarreja/Murtosa, era ainda o Presidente da Direção do Centro Social e Paroquial de S. Tomé de Canelas, do Centro Social e Paroquial de S. Miguel de Fermelã e presidia à Comissão Fabriqueira da Paróquia de Canelas e de Fermelã.

Faleceu no dia 18 de janeiro de 2022, aos 68 anos de idade.


Abel Correia de Oliveira:
Abel Correia de Oliveira nasceu a 25 de fevereiro de 1959.

Muito conhecido em Estarreja pela sua dedicação ao associativismo desportivo e cultural, foi Vice-Presidente da Associação de Carnaval de Estarreja, esteve na génese do Grupo de Carnaval “Os Pimpões” e o seu salão de chá serviu como um ponto de encontro e convívio do “Grupo de Samba Vai Quem Quer”.

Foi um dos fundadores dos “Nartangas”, um grupo de convivas que anualmente se juntavam em Estarreja, na zona da Turbina, no Rio Antuã, para comemorar o 10 de junho.

No que toca ao desporto, Abel Oliveira foi presidente de uma Comissão Diretiva, do Clube Desportivo de Estarreja, em tempos de grande dificuldade para o clube, tendo sido também responsável pela dinamização da formação, sendo o primeiro organizador do torneio internacional “Cidade de Estarreja”. Idealizou e lançou a primeira caderneta de cromos dos jogadores da formação do clube, prática que se mantém até hoje.

Responsável desde a primeira hora pelo Centro de Formação e Treino da Casa do Benfica de Estarreja, colaborou também com o departamento de prospeção do Sport Lisboa e Benfica desde a época 2007/08, numa primeira fase como prospetor e, posteriormente, como coordenador do distrito de Aveiro. Muitos foram os jogadores que transitaram para o Benfica Campus em processos associados à sua atividade.

Com o seu gosto e habilidade para a confeção de doces, venceu, em 2011, o concurso “Pastel do Antuã” promovido pela DESTAC – Associação para o Desenvolvimento do Centro Urbano em parceria com a Câmara Municipal de Estarreja e a SEMA, onde era lançado o desafio para criar um doce local confecionado à base de produtos da região.

Abel Correia de Oliveira faleceu no dia 1 de outubro de 2021, aos 62 anos de idade.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo