Empresas

Ex-presidente da Cercivar denuncia tentativa de chantagem (NA)

Joaquim Barbosa reafirmou que está a ser julgado, porque não cedeu a uma funcionária insatisfeita por perder competências.

O episódio reporta-se à entrada de uma diretora técnica, cargo novo que a Segurança Social teria recomendado criar.

O arguido, que responde por apropriação de 32.500 euros da instituição para fins pessoais, entregou ao coletivo um documento que, no seu entender, prova a tese da chantagem.

Os factos reportam-se, segundo explicou,  a uma reunião mantida em setembro de 2009 a pedido do advogado da funcionária que era responsável pela parte administrativa e fazia de elo de ligação entre a direção e os trabalhadores.

O ex-presidente da Cercivar disse que lhe foi exigido afastar a diretora técnica recém contratada, devolver subsídios da Salvador Caetano e demitir-se em troca da não divulgação de “factos graves”. Como não acedeu à chantagem, as denúncias foram reveladas e um mês depois Joaquim Barbosa foi obrigado mesmo a afastar-se. (Ler artigo completo)

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo