LocalPrimeira Vista

Executivo municipal repudia tentativa de envolvimento no Processo Vórtex

O executivo da Câmara Municipal de Ovar, reunida esta quinta-feira, repudia e lamenta a tentativa de envolvimento de eleitos locais no Processo Vórtex.

A Câmara Municipal de Ovar foi confrontada, na quarta-feira, com notícias que levantam suspeitas sobre o possível envolvimento do seu presidente, Salvador Malheiro, e do vereador da área do Urbanismo, António Bebiano, no referido, na sequência de um contacto efetuado pelo deputado Joaquim Pinto Moreira em relação a processo de obras particulares.

Nesse mesmo dia, mediante os contactos que lhe foram dirigidos por órgãos de comunicação social, a Câmara Municipal de Ovar já esclareceu os factos.

E em nome da verdade desses factos, esclarece que:

. Em maio de 2022, o Dr. Joaquim Pinto Moreira solicitou o agendamento de uma reunião com o Vereador do Urbanismo para tratar de assunto relacionado com um processo de obras.

. Esta reunião foi realizada, tendo sido exposto o assunto que, pelo Vereador, foi encaminhado para a análise técnica pelo Serviço Municipal competente.

. Este é o procedimento habitualmente seguido pelos eleitos locais nos inúmeros atendimentos que efetuam, quase diariamente, a solicitação dos munícipes ou outros cidadãos.

. Na sequência da análise técnica dos serviços competentes, o pedido foi indeferido e esse indeferimento foi notificado ao titular do processo, em 8 de julho de 2022.

A Câmara Municipal de Ovar, em reunião realizada esta quinta-feira, decidiu, por unanimidade, manifestar o seu total repúdio à tentativa de associar o seu nome e imagem, bem como a do seu presidente e do vereador do Urbanismo ao Processo Vórtex, em investigação, e às considerações feitas por alguns órgãos de comunicação social depois de devidamente esclarecidos, levantando suspeitas absolutamente infundadas sobre a atuação de eleitos locais de Ovar.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo