CulturaSlider

Experiência na “Plataforma Moodle” em forma de livro

A sala dos Fundadores no Museu de Ovar, em que ainda estava patente a exposição de pintura do artista José Mouga, acolheu no dia 27 de maio a sessão de lançamento do segundo trabalho em forma de livro do assistente operacional da escola António Dias Simões, José Carlos Lopes.

A obra resulta de “uma curiosa experiência de debate e intervenção cívica ensaiada em meio escolar, no espaço virtual proporcionado pela Plataforma Moodle do Agrupamento de Escolas de Ovar iniciado em torno do polémico modelo de Avaliação de Desempenho dos Docentes durante o ano letivo 2008/2009, como afirma na introdução.

Para abordar o período a que se refere o trabalho do não docente que no conselho pedagógico assumiu a proposta de suspensão do processo de avaliação dos docentes. Usaram da palavra, o diretor do Museu de Ovar, Manuel Cleto, que fez as “honras” da casa, a que se seguiu, Theresa Jorge, que escreveu o prefácio, e que de forma emotiva recordou memórias de um processo em que também se empenhou como docente.

Já Celso Oliveira, que, como docente e sindicalista, valorizou o trabalho editado como um importante testemunho de luta e participação numa rica experiência de exercício de cidadania na defesa da escola pública e dignificação dos seus profissionais.

Aos convites do Museu de Ovar respondeu a Câmara Municipal de Ovar que se fez representar pela vereadora da educação, Ana Cunha, a quem José Lopes no final estendeu os agradecimentos que dirigiu, nomeadamente aos elementos presentes da comunidade escolar a que pertence, e que tornaram possível mais este trabalho sobre a “Plataforma Moodle”, depois de “Vivências de uma comunidade escolar Partilhadas através da imprensa”, como primeiro projeto que ganhou forma de livro.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo