LocalSlider

Família revoltada ao descobrir morte de idosa na Misericórdia

Belmira Rodrigues era utente do lar da Misericórdia de Ovar, estava hospitalizada, em coma induzido mas veio a falecer, aos 74 anos, no passado dia 13.

Segundo o Correio da Manhã, a família queixa-se de que não foi avisada pela instituição e só descobriu “porque ligámos para o hospital, no sábado, a perguntar como ela estava”. “Nem sabemos se já foi sepultada. Eu quero o corpo da minha irmã. Ela queria ficar no jazigo da filha, que já faleceu”, disse ao CM Maria Bela, irmã da idosa.

“Isto é uma barbaridade. Estive com a minha tia no dia 6, no hospital, antes de voltar à Suíça e quero saber porque razão ninguém nos avisou”, indicou Isolete Silva, sobrinha.

Ao CM, o provedor da Misericórdia, Álvaro Silva, estranha a situação porque, garante, “há contactos da família precisamente para estes casos”, e promete mais esclarecimentos para esta segunda-feira.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta