CulturaPrimeira Vista

Festival Literário de Ovar reúne mais de 50 autores

De 14 a 18 de setembro, a Câmara Municipal de Ovar promove a 8ª edição do Festival Literário de Ovar (FLO), um evento de proximidade com os livros, os escritores, os leitores e todos os que se interessam pelos livros, pela leitura, pela Palavra. A edição de 2022 traz a Ovar mais de 50 escritores, editores, cronistas, romancistas, poetas ou ilustradores e consolida o formato descentralizado do certame e a afirmação no panorama literário local, regional e nacional, no ano em que se comemora o Centenário de Nascimento de José Saramago, Prémio Nobel da Literatura em 1988.

A promoção da leitura e da literacia, bem como a divulgação de novos autores e o contacto próximo entre escritores e público, incluindo o público infantil e juvenil, são a premissa deste encontro que apresenta, em diversos espaços do município, uma programação criteriosa e ambiciosa, quer nos conteúdos literários, quer nos momentos de celebração da “palavra”.

Cinco dias onde há lugar a conversas, leituras, formação, oficinas, dança, representação e música e um modo de estar e interagir de grande proximidade e partilha, tão característico deste encontro.

A abertura do FLO está programada para a próxima quarta-feira, dia 14, no Centro de Arte de Ovar, pelas 21horas, numa sessão que conta com intervenções iniciais de Salvador Malheiro, Presidente da Câmara Municipal de Ovar e de Carlos Nuno Granja. Logo de seguida, o magistrado, ex-ministro da justiça e escritor Álvaro Laborinho Lúcio inaugura, como convidado, a Mesa 1, numa conversa com Cristina Marques. A fechar a primeira noite do FLO, o público poderá assistir ao espetáculo de dança “Ensaio sobre a cegueira”, criação de Nélia Pinheiro inspirada na obra de José Saramago, pela Companhia de Dança Contemporânea de Évora.

Esta edição do FLO apresenta 9 mesas temáticas por onde passarão, para além de Laborinho Lúcio, Afonso Cruz, José Carlos Barros, Isabel Nery, João Rasteiro, Ana Pessoa, Minês Castanheira e muitos outros. São mais de 50 escritores, editores, cronistas, romancistas, poetas ou ilustradores na maior edição de sempre do Festival Literário, que consolida o formato descentralizado, percorrendo vários espaços do concelho com apresentação de livros, conversas, sessões de contos, mediação de leitura, exposições, espaços de literatura infantil e atividades para famílias.

À literatura juntam-se, ainda, para além do espetáculo de abertura, já referido, as performances nas áreas da música e da representação, com destaque para “As Palavras” do cantautor Rui Oliveira, dia 15, no Museu Escolar Oliveira Lopes; “Pequeno Tratado sobre o Amor”, um recital literário com piano, pintura, música e vídeo que junta a pianista Maja Stojanovska e o escritor Pedro Guilherme-Moreira, dia 16, na Escola de Artes e Ofícios; “Ode Marítima” pela Companhia João Garcia Miguel, com música de Danças Ocultas a tocar ao vivo, dia 17, e o cantautor João Só, dia 18, a encerrar o certame, estes dois espetáculos no Centro de Arte de Ovar.

O Festival Literário de Ovar é de entrada gratuita em todos os eventos, sujeita a levantamento de ingresso no próprio dia e de acordo com a lotação dos espaços.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo