Publicidade
CulturaPrimeira Vista
Em Destaque

Filme “Mudar de Vida” continua a mudar vidas

Samuel Solleiro é um escritor, músico e tradutor galego, nascido em Tui, em 1982. No fundo, é o que hoje se convencionou chamar de “influencer”.

Guitarrista de créditos firmados nos Ataque Escambe, banda de sucesso na língua da Galiza, Solleiro é um ‘hombre” dos sete instrumentos.

No seu curriculo assinala que já colaborou e traduziu o trabalho de nomes como Marcel Schwob, Mary Shelley e Raymond Radiguet.

publicidade

Ele é autor de três livros de contos — Elegies to God and the Devil (2001), The book of sperm (2006) e Great White Shark (2012). Além disso, foi um dos treze selecionados numa recente antologia de importantes vozes jovens da poesia galega, e publicou duas coleções: Punk (2013) e o amplamente elogiado O Mundo dos Vivos (2019).

Samuel Solleiro esteve recentemente no Furadouro, atraído por uma obra cinematográfica que, cinco dezenas de anos após ter sido filmada, continua a seduzir espetadores.

“Mudar de vida” foi o segundo filme de uma retrospectiva de Paulo Rocha que o espanhol tirou tempo para ver. “Gostei tanto que no verão visitei Ovar e o Furadouro”, confessou.

Dos cenários austeros, filmados a preto e branco, já pouco resta. O mesmo se pode dizer do areal de então, onde a vida se desenrolava ao ritmo das vagas.

Samuel não resistiu em partir para conhecer, estar onde esteve e pisar as mesmas pedras do realizador vareiro.

Tudo isto porque a obra de Paulo Rocha foi objeto de uma retrospetiva de carreira em Santiago de Compostela.

“As traducións galega e española son miñas, e a adaptación para persoas xordas”.

Samuel Solleiro mergulhou na tradução e nas vidas dos personagens, veio conhecer a nossas gentes e um dia promete voltar.

Curiosamente, “Mudar de Vida”, de Paulo Rocha (1966), foi esta semana disponibilizado no site do canal francês de TV, Arte.

“Tourné dans la plage do Furadouro, le film raconte le retour au village d’un soldat parti combattre dans les colonies #portugaises. Un des plus beaux films du “Novo Cinéma”. Arte.tv

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo