CulturaSlider

Filmes do Cine Clube de Avanca receberam 19 prémios

... e isto só no mês de Setembro!

[themoneytizer id=”16574-1″]

Ao longo do mês de setembro, 14 filmes produzidos ou coproduzidos pelo Cine Clube de Avanca estiveram em competição em 20 festivais de países tão diversos como a Albânia, Colômbia, Equador, Espanha, EUA, Índia, Itália, Polónia, Reino Unido e Portugal. Desta presença em festivais internacionais de cinema resultaram 19 prémios, marcando assim um número inesperado de dintinções, tanto para o Cine Clube de Avanca, como para o contexto da produção cinematográfica portuguesa.

A longa metragem de ficção “Uma Vida Sublime” de Luís Diogo foi a obra mais distinguida, com 10 prémios, seguindo-se a curta metragem “Antes que a noite venha – Falas de Antígona”, de Joaquim Pavão, com 4 prémios.
Os prémios do filme de Joaquim Pavão foram atribuídos na “3rd Edition of the European Cinematography Awards”, em Varsóvia, na Polónia. Neste evento, o filme venceu ainda os prémios de Melhor Atriz (Isabel Fernandes Pinto), Melhor Fotografia (José Oliveira), Melhor Desenho de Som e Melhor Música Original (Joaquim Pavão).
Ambos os filmes foram produzidos no âmbito do projecto “Creative Film Workshops,” do Festival de Cinema Avanca e ali rodados, pelo menos em parte.

Dos restantes filmes, “5 Cigarrilhas”, de Passos Zamith, uma curta metragem de ficção, foi distinguida com o Prémio Público Juvenil do 9º Curta Açores 2018 e com o Prémio Melhor Fotografia Curta Metragem, na Gala dos Prémios Latino, que decorreu em Espanha, na cidade de Marbelha.

Nesta gala, também o filme de Luís Diogo foi distinguido, tendo arrebatado os galardões de Melhor Actor (Eric da Silva), Fotografia Longa Metragem (Pedro Farate), Argumento e Realização (Luís Diogo).
No “2º Paisagens, Festival Internacional de Cinema de Sever do Vouga”, o documentário “Sonho Longínquo no Equador”, de Hamilton Trindade, recebeu uma Menção Especial Documentário de Longa Metragem, enquanto a curta metragem de ficção “A Língua”, de Adriana Martins da Silva, foi distinguida com o Prémio Curta Metragem Portuguesa.

Este último filme de Adriana Martins da Silva recebeu igualmente o 1º Prémio do “3º Concurso de Curtas Metragens de Fânzeres e São Pedro da Cova”.

Por último, o filme “Uma Vida sublime”, foi distinguido como Melhor Filme no “Twin Tiers”, dos EUA (onde também ganhou o Prémio de Melhor Realizador), e na Albânia no “Dean Open Air International Film Festival”, onde também foi distinguido com o Prémio de Melhor Argumento.

Também com o prémio de Melhor Argumento, foi distinguido no Equador (Festival Internacional de Cine de Guayaquil) e em Itália, no Parma Internacional Music Film Festival.
Entretanto, e até final do ano, mais filmes produzidos pelo Cine Clube de Avanca estarão em competição na Bósnia, Brasil, Espanha, EUA, India, Rússia e São Tomé e Principe.
O Cine Clube de Avanca produz filmes desde 1984 tendo sido distinguidos com mais de três centenas de prémios e menções especiais em países dos 5 continentes.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo