DesportoFutebolSlider

“Foi uma tentativa de homicídio”, acusa a Brasil Soccer Academy

A residência dos jogadores da AD Ovarense “foi invadida por marginais, que entraram na casa, quebraram o mobiliário e atentaram contra a vida dos jogadores”. A Brasil Soccer Academy (BSA), uma empresa de agenciamento de jogadores que tem vários jogadores inscritos pelo clube de futebol vareiro, garante ter-se tratado de uma “tentativa de homicídio”. Jogadores ter-se-ão refugiado na mata durante a madrugada de segunda-feira e só regressaram ao amanhecer.

O grupo, segundo relato da BSA, era “composto por meliantes locais, já conhecidos pelas autoridades”, que entraram na casa, no Furadouro, armados com facas, barras de ferro e outros tipos de armas brancas e atentaram contra a vida dos que estavam no local, aos gritos de ‘vão morrer brasileiros’, ‘macacos’, entre outros insultos”. De acordo com a empresa, os criminosos são da zona, conhecidos das autoridades, e alguns deles marcam presença habitualmente nos jogos da AD Ovarense,
A descrição do BSA pode levar a supor que terão sido adeptos do clube a estar por trás do sucedido, mas segundo conseguimos apurar, o ataque pode estar relacionado com alegados motivos passionais de um ou mais dos referidos jogadores.
A direcção da Associação Desportiva Ovarense, em comunicado, refere que “esta intimidação organizada nada teve a ver com a ligação dos atletas ao nosso clube ou à modalidade que praticam” e teria como alvo “um dos residentes deste espaço”. O clube reforça que “todos e todas que pratiquem actos racistas, xenófobos ou discriminatórios jamais terão as portas do nosso clube abertas”.
A PSP tomou conta da ocorrência e está a investigar.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo