CulturaSlider

Furadouro: Marés vivas devem impedir Benção na Praia

A tradicional e imponente procissão com Benção do Mar, marcada para este domingo, não deverá descer ao areal da praia se o mar se mantiver alto, como nós últimos dias.

Fonte da organização disse ao OvarNews que, a confirmar-se a altivez das ondas, a procissão passará na Marginal e a Benção deverá ser lançada daí.

Depois da bela procissão de ontem, está prevista, este sábado, a actuação do grupo Lumen e uma sessão de fogo de artifício.

No domingo, a procissão começa às 15h, contemplando o programa a actuação do grupo Ukapa, à noite, seguida de fogo preso, às 24h.

Na segunda-feira, último dia dos festejos, o artista convidado é Diogo Rafael e o grupo Bailarte.

Nas várias Festas do Mar do litoral vareiro (ou ovarense), o ponto alto é indiscutivelmente a realização de imponentes procissões com Bênção do Mar, em que se destacam os andores com as imagens religiosas dos Santos da devoção de cada uma das comunidades piscatórias.

Assim mantêm as tradições seculares a sua componente mais fiel da homenagem à religiosidade dos pescadores e aos dramas enfrentados no mar, com naufrágios que, no Furadouro, em maio de 2013 tiraram a vida a dois pescadores.

“Povo de gente do mar, cuja vida se joga todos os dias e se perde mais rapidamente que um credo (…) O mar, também em troca do pão que assegura a quem penosamente lhe rasga as entranhas, é, em grande parte, o responsável pelo sombrio da nossa alma, sempre inquieta, a interrogar o dia até amanhã”, deixou escrito o historiador Zagalo dos Santos.

Tal como vem acontecendo já há muitos anos em Cortegaça, ao Furadouro resta igualmente uma entrada cada vez mais simbólica no areal para cumprir a tradição, uma vez que a nova realidade da praia limita muito a passagem da procissão pela estreita língua de areia agora suportada por uma muralha de pedra que “separa” o mar da Marginal.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo