LocalPrimeira Vista

Futuro do cine-teatro deverá honrar o seu passado

O futuro do que resta do cine-teatro de Ovar ainda é uma incógnita mas há algumas ideias em estudo que poderão ser aplicadas. O vereador da Cultura da Câmara Municipal de Ovar, Alexandre Rosas, diz que ainda não há nada de concreto, “há apenas alguns contributos que passam pela possível continuidade da sua utilização na área do cinema, honrando aquilo que foi o seu uso durante décadas”.

Neste contexto, “pode vir a ter um espaço museológico com tudo que sobrou da demolição e que está guardado do equipamento do imóvel, desde o piano aos cartazes, com arquivo de imagem e fotografia, que não existe em Ovar”. O autarca garante que “tudo o que estava em condições de ser guardado está preservado”.

No fundo, Alexandre Rosas defende que o espaço “deve ter um futuro muito virado para as artes, com pendor sobre o cinema e as novas tecnologias, complementado com a eventual criação de um posto avançado de turismo para a recepção dos grupos de turistas que quando chegam a Ovar podem ser ali preparados para o que vão visitar no concelho”.

Depois, “pode ter um espaço verde na continuidade do que é o Parque Urbano”. Não será bem uma porta de entrada, mas “um espaço digno na continuidade do espaço verde”, uma área aprazível de acesso ao cine-teatro.

Está posta de lado a possibilidade de ali vir a ser instalado o Museu do Carnaval.

Para as ideias assentarem e avançarem, depois do visto do Tribunal de Contas para a aquisição do imóvel, é necessário que ele transite para a posse do Município. “Até isso acontecer, não deve haver evolução”. “Depois, vamos olhar de outra forma para o projecto”, concluiu Alexandre Rosas.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo