Empresas
Em Destaque

Gastos no Natal diminuem 44% face a 2019

Portugueses vão gastar menos 172€ do que o ano passado

Segundo dados do Observador Cetelem Natal 2020, os portugueses têm a intenção de gastar cerca de 216€ durante o período do Natal, menos 172€ do que os 388€ registados no ano anterior.

Prevê-se que a maioria deste valor (55%) seja gasto em presentes. Contudo também esta percentagem desceu em comparação com o período homólogo (menos 6 pontos percentuais). Para esta categoria de gastos, estipula-se um orçamento médio de 119€ – menos 115€ que em 2019.

A seguir aos presentes, a mercearia é a segunda maior despesa, ainda que à  semelhança dos presentes esta categoria também tenha sofrido uma forte descida, passando de 41%  do orçamento em 2020 para apenas 36% em 2019, com um orçamento estipulado para esta categoria de 88€.

As decorações de natal são a categoria que menos irá ganhar com os portugueses, uma vez que apenas 4% pretende gastar dinheiro em decorações da época, com um orçamento médio de 9€.

Os valores mais elevados serão  gastos pelas faixas etárias entre os 35 e os 54 anos, enquanto os valores mais baixos são indicados pelos inquiridos entre os 18 e os 24.

Apurou-se ainda que os portugueses tencionam gastar em média 64€ em presentes para crianças, menos 51€ do que em 2019. Já com as festividades de final de ano, os portugueses pretendem gastar em média 85€ – uma quebra de 90€.

E como se dividem esses gastos por região?

 É na região Sul que o valor médio será mais elevado, cerca de 306 €. De seguida, os inquiridos do Grande Porto, pretendem gastar 248€ e os da Grande Lisboa uma média de 188€.

No fim da tabela estão os residentes nas regiões Norte e Centro com uma média de intenções de gastos de 179€ e 172€ respetivamente.

Metodologia: O inquérito quantitativo do Observador Cetelem Natal 2020 foi realizado pela empresa de estudos de mercado Nielsen. Este teve por base uma amostra representativa de 600 indivíduos residentes em Portugal Continental, de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os 18 e os 74 anos de idade. A amostra total é representativa da população e está estratificada por distrito, sexo, idade e níveis socioeconómicos e conta com um erro máximo associado de +/- 4.0 pontos percentuais para um intervalo de confiança de 95%. As entrevistas foram realizadas telefonicamente (CATI), com informação recolhida por intermédio de um questionário estruturado de perguntas fechadas. O trabalho de campo foi realizado entre 5 e 10 de novembro de 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo