LocalSlider

GOP’s da União das Freguesias privilegiam Acção Social e Associativismo

O executivo da União das Freguesias de Ovar, São João, Arada e São Vicente de Pereira Jusã (UFO) aprovou, por unanimidade, o Orçamento e as Grandes Opções do Plano para 2015, no valor global de 1.038.259,75 Euros.

A acção social é uma das áreas a que a UFO pretende dar maior atenção, “atendendo à situação que estamos a viver”, com especial atenção “às famílias mais desfavorecidas”, propondo-se criar um Gabinete de Apoio Social, bem como um Gabinete de Apoio Jurídico.

“Não descuraremos os nossos seniores e, dessa forma, vamos organizar pelo segundo ano, o Passeio Sénior para todas as pessoas com 65 anos ou mais e que sejam residentes no território da União das Freguesias, reconhecendo o esforço e dedicação de uma vida árdua de trabalho”, refere o presidente, Bruno Oliveira.

A UFO pretende ainda assegurar a continuidade das apresentações quinzenais das pessoas desempregadas em todos os balcões de atendimento, com a renovação do Protocolo de Cooperação estabelecido com o IEFP (já aprovado em Assembleia de Freguesia), “apesar da sua redução financeira muito significativa”.

Se assim não fosse, “as pessoas desempregadas teriam de se deslocar a Aveiro”, lembrando que a UFO se disponibiliza para este serviço, “tendo em conta as dificuldades económicas que os desempregados estão a sofrer”. Nesta área, o documento destaca ainda o apoio a todas as Conferencias de São Vicente de Paulo bem como ao projeto “Mãos Solidárias”.

No que toca ao associativismo, o executivo da UFO pretende continuar a assegurar um “apoio sério e rigoroso às associações, colectividades e instituições, através de protocolos e parcerias”. A autarquia revela ainda total disponibilidade para a realização de parcerias e apoio a actividades educativas, culturais, recreativas, desportivas e de lazer em toda a freguesia.

No plano cultural, a continuidade do FIMO (Festival Internacional de Marionetas de Ovar) está assegurada, assim como do Festival de Circo a Ceu Aberto e “mantemo-nos disponíveis para a organização do Circool, em colaboração com a Câmara Municipal de Ovar”.

Bruno Oliveira, presidente da UFO, lembra que “os recursos próprios das freguesias são manifestamente insuficientes, sobretudo tendo em atenção o actual enquadramento macroeconómico, para fazer face ao leque alargado de competências”. Assim, “as Freguesias subsistem muito dependentes de receitas da Administração Central e da Câmara Municipal, com os constrangimentos que lhes estão associados”, lê-se no documento.

Assim, o presente documento traduz “as prioridades e objectivos assumidos, não só para o corrente ano mas para todo o actual mandato, em diferentes sectores vitais da nossa freguesia, como a educação, acção social, associativismo, cultura, ambiente e qualidade de vida”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta