LocalSlider

Governo garante remoção de todo o fibrocimento nas escolas até ao fim do ano

O amianto que ainda resta em escolas do concelho de Ovar vai ser removido até ao fim do ano. A garantia partiu da ministra da Coesão Territorial  Ana Abrunhosa.

O Programa Operacional Regional do Centro (Centro 2020) aprovou 100 projetos para remoção de fibrocimento em edifícios escolares da região, representando um investimento de 11,4 milhões de euros.

Segundo a CCDRC, estão aprovados projetos nos municípios de Castelo Branco, Pinhel, Covilhã, Fundão, Belmonte, Guarda, Seia, Tomar, Torres Novas, Vila Nova da Barquinha, Constância, Torres Vedras, Bombarral, Peniche, Alenquer, Lourinhã, Alcobaça, Caldas da Rainha, Ílhavo, Aveiro, Anadia, Águeda, Albergaria-a-Velha, Oliveira do Bairro e Ovar.

Substituição das Coberturas da EBI de S. Vicente de Pereira Jusã – 87.365,20 Euros
Substituição das Coberturas da Escola EB 2/3 de Maceda -129.876,50 Euros

Relativamente ao trabalho das Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR), “as candidaturas estão aprovadas, mas o trabalho continua de acompanhamento de obras, de análise e de realização dos pedidos de pagamento de reembolso, porque nas despesas, no que diz respeito a estas obras relacionadas com a remoção de amianto, a comparticipação é de 100%”, sublinhou.

No âmbito do Portugal 2020 resolveu-se o problema do amianto em 200 escolas e se ainda subsistir alguma escola com fibrocimento, o Governo garante prioridade no próximo quadro comunitário Portugal 2030.

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo