Política

Greve: “Manif” à porta e escolas a meio gás

A greve de professores por distritos prossegue esta terça-feira em Aveiro, com Ovar a marcar posição de relevo nos protestos e palavras de ordem.

Dezenas de professores concentraram-se à porta da Escola Secundária José Macedo Fragateiro com cartazes que traduzem as reivindicações da profissão.

Os docentes mantiveram-se, apesar da chuva e vento, na entrada da escola a marcar a posição, que asseguram não ser apenas dos presentes, empunhando cartazes com dizeres como “temos dignidade”, “escola pública para todos” e “por um ensino de qualidade”.

Em Ovar  a Fenprof diz que 2700 alunos não tiveram aulas.

Os professores exigem melhores condições de trabalho e salariais, o fim da precariedade, a progressão mais rápida na carreira, e protestam contra propostas do Governo para a revisão do regime de recrutamento e colocação, que está a ser negociada com os sindicatos do sector.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo