LocalSlider

Homem já estaria morto antes do incêndio na autocaravana

 

O cadáver que foi encontrado na passada sexta-feira, no Furadouro, não morreu na sequência do incêndio que deflagrou numa autocaravana de matrícula holandesa.

De acordo com o que o OvarNews conseguiu apurar, o homem, com cerca de 80 anos, encontrado morto na autocaravana de matrícula portuguesa, da marca Citroen C15, à qual as chamas se propagaram posteriormente, já estaria morto há vários dias.

O homem – e não uma mulher como se pensou tratar-se inicialmente -, será residente em Gaia e, segundo testemunhas locais, tinha ali estacionado a caravana há dois ou três meses, não voltando a dar sinais de vida.

O corpo foi removido para o Instituto de Medicina Legal de Aveiro e o caso entregue à Polícia Judiciária. (Foto: Soraia Martins)

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo