Opinião

I Grande Prémio Internacional Beiras e Serra da Estrela – Henrique Gomes

 

Estava como gosto – assistindo fotografando num deserto inclinado. São só vantagens: ninguém se mete à frente e eles passam mais devagar. Ali, em Fornos, o silêncio só era entrecortado pelo lesto trânsito da A25 ou pelo cantar ao desafio dos grilos. Esta última sonoridade é prenúncio de calor ou de um verão ainda não anunciado.

Todos os veículos que atravessavam superiormente a estrada transfigurada em pista de aventuras, produziam um sincopado, soprado, som e um imediato ajustar das borrachas enteadas de camadas de betão.

Os ciclistas percorriam a Nacional 16, a estrada da fronteira, e onde velhas estações de serviço relembram a aventura que era chegar ao destino.

A ausência de qualquer movimento para além do meu, tornou despiciendo o habitual silvar das motos da GNR , pelo que a aproximação do pelotão se fez em quase completo silêncio.
A estrada era larga, mas todos os ciclistas pareciam querer utilizar apenas uma ínfima parte dela, resultando daí um espesso colorido, embora mudo.

Subitamente, o silêncio foi quebrado! Alguém chamou por mim! Do meio do pelotão surgiu um repetido “Oh Henrique“.Quando ouvi o chamamento, quase fiquei petrificado, mau grado o intensificar do calor

E foi o subir, também da temperatura, que esteve na origem do apelo: O Frederico libertou-se de um agora dispensável agasalho, atirando-o para os meus pés.
Surpreso, olho para os pés e apercebo-me que algo axadrezado engraçou os meus foleiros sapatos: um colete ou algo parecido jaz momentaneamente junto aos meus pés.

Enquanto o resto da caravana passa, apresto-me a apanhar a rejeitada peça de vestuário , e soergo-me, não sem antes cabecear o sinal de transito que me fez companhia nos últimos dez minutos.

O professor/treinador imobilizou a viatura do Boavista junto de mim, e recolheu o colete não sem antes perguntar se a pancada no sinal tinha doído.
Não doeu nada! E além disso, caso necessário, mais à frente havia muito gelo disponível.

Henrique Gomes
17.05.2016

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta