CulturaEspecial PÁSCOAGaleriaPrimeira Vista

Igreja Matriz de Ovar apaixona gerações de investigadores

No concelho de Ovar, a Igreja Matriz destaca-se enquanto fonte de curiosidade para os investigadores locais. Todavia, os documentos consultados nas primeiras décadas do século XX, desapareceram do arquivo paroquial, incluindo os valiosíssimos livros de visitações.

Dedicada a S. Cristóvão, uma coisa é certa: esta Igreja é antiquíssima, aparecendo referida pela primeira vez em Maio de 1132, localizando-se em Cabanões.

No século XVI, mais propriamente em 1550, surge a primeira alusão documental, até agora conhecida, à Igreja de Ovar, comprovando, assim, a transferência da Igreja Matriz de Cabanões para a vila de Ovar.

Quem o demostra é Sophia Vechina, investigadora e inventariante do património religioso do concelho de Ovar. Leia estudo aqui.

Datada de 2014, a tese de Mestrado de Bruno Gonçalves Moço alertou para a situação de “abandono e desrespeito pelo património” e apresentou “uma possível ideia de intervenção na Igreja Matriz de Ovar“.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo