Empresas

Inscrições a decorrer para as Oficinas de Inovação Social

Está a decorrer o período de inscrições para as Oficinas de Inovação Social (OIS), um projeto-piloto promovido pelos municípios da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA), no âmbito da Incubadora de Empresas da Região de Aveiro (IERA) e em parceria com a Universidade de Aveiro, cujo arranque terá lugar no próximo dia 26 de março.

As oficinas têm como objetivo promover o trabalho entre participantes, e destinam-se à identificação e desenvolvimento de ideias de inovação social relevantes para o contexto socioeconómico da região. Segundo os promotores, a realização das quatro OIS, dedicadas a outros tantos temas – Saúde & Cuidado, Turismo & Preservação do Ambiente, Agricultura & Gastronomia, e Herança Cultural & Valorização do Património – permitirá identificar e mapear oportunidades e recursos de inovação social com vista à sua divulgação num portefólio online.

As quatro oficinas, que terão uma duração de dois dias cada, serão orientadas por docentes e investigadores da Universidade de Aveiro, e dedicadas à exposição de conceitos, exemplos e oportunidades atuais para o empreendedorismo e inovação social. Decorrerão em quatro municípios da Região de Aveiro e encontram-se agendadas para os dias 26 e 27 de março (Ovar), 31 de março e 1 de abril (Anadia / Curia), 9 e 10 de abril (Sever do Vouga) e ainda 16 e 17 de abril (Ílhavo). A participação é gratuita, mediante inscrição prévia.

A oficina dedicada à Saúde & Cuidado, abordará questões relacionadas com a população sénior e o envelhecimento ativo, o diálogo intergeracional na procura de uma cidadania mais ativa por parte dos mais jovens, o combate ao isolamento e solidão, serviços direcionados para pessoas com demência, com mobilidade reduzida, jovens com necessidades especiais ou em risco, etc.

Em matéria de Turismo & Preservação do Ambiente, procurar-se-á trabalhar ideias relacionadas com o património natural da região, tentando valorizar e preservar de forma sustentável os recursos naturais. Como exemplo, os trilhos, percursos de caminhadas, exploração sustentável da ria, gampling, turismo rural, ações de sensibilização para a preservação ambiental e as profissões ligadas à natureza, etc.

A ação sobre Agricultura & Gastronomia irá visar a gastronomia e produtos locais, a produção sustentável de alimentos, a preservação de saberes locais como a seca do bacalhau de cura amarela, os ovos moles, a apanha do moliço, etc. As áreas a trabalhar poderão passar pelo estabelecimento de parcerias entre escolas para formação de cozinheiros, criação de hortas escolares e comunitárias, criação de espólio de receitas regionais, etc.

No domínio da Herança Cultural & Valorização do Património, estará em análise a preservação da memória coletiva, de passagem de saberes e ofícios, de histórias, de contos, lendas, cantares, usos e costumes. As áreas a trabalhar poderão passar pela participação da população local para a construção de um acervo de saberes e técnicas ancestrais, valorização turística e cultural do património.

O público-alvo destas ações é diversificado e contempla a comunidade local detentora de saberes tradicionais ou de lugares especiais, pessoas com vontade de desenvolver e implementar ideias de negócio baseadas na inovação social e que promovam os recursos da Região de Aveiro. Abrange também licenciados e mestres cuja situação profissional esteja descontextualizada das suas habilitações e que sejam detentores de conhecimentos característicos da região.

Espera-se que cada oficina produza pelo menos três ideias de negócio orientadas para a inovação social e pretende-se o fomento de dinâmicas intergeracionais e de intercâmbio de conhecimentos entre os participantes para a consolidação efetiva e implementação de oportunidades e parcerias na Região de Aveiro.

Integrado na Plataforma para a Valorização do Empreendedorismo e Inovação (PAVEI) e cofinanciado pelo Programa MaisCentro, este projeto visa a capacitação dos agentes para a inovação social, a identificação de oportunidades que respondam a desafios sociais prioritários no território e a disseminação de conhecimento e práticas de inovação e empreendedorismo social. Neste domínio, insere-se nos eixos de ação cujos desígnios correspondem às orientações europeias, nomeadamente o disposto no Horizonte 2020, em matéria de inovação social.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo