Saúde

Joel Matos, o mais antigo sobrevivente de um transplante de medula em Portugal

Um quarto pequeno com vários líquidos de cores diferentes usados para desinfectar e muitas brincadeiras com as enfermeiras. Estas são duas das imagens avulsas que vêm à cabeça de Joel Matos, quando se tenta lembrar do longínquo ano de 1987 – altura em foi submetido a um transplante de medula no Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa.

Foi o quarto doente a receber este tratamento em Portugal, mas é o primeiro a ter sobrevivido à doença. Tem 33 anos e cruzou-se com um diagnóstico de aplasia medular (uma deficiência no funcionamento da medula) quando tinha ainda três anos. Muita da memória desses tempos difíceis foi construída com ajuda da mãe. (Ler mais aqui)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta