DesportoPrimeira Vista

Jogou no Esmoriz, mudou de sexo e gera polémica em Itália

Chamava-se Rodrigo Abreu e jogou pela equipa de voleibol do Esmoriz na época 2008-2009, em Portugal.

Entretanto mudou de sexo e passou a chamar-se Tiffany Abreu, mas apesar da sua mudança, a brasileira não deixou de lado o desporto. Actualmente a atleta continua em acção e representa o Golem Palmi, uma equipa italiana de voleibol feminino.

Este facto não tem deixado ninguém indiferente e tem vindo a gerar bastante polémica naquele país.

O treinador da próxima equipa a defrontar o Golem Palmi – o Millenium Brescia – já chegou a fazer queixa, devido às capacidades físicas da mais recente atleta da equipa italiana.

“Temos todo o respeito pela pessoa que é, mas a nível atlético, há vídeos que demonstram a sua vantagem física”, disse o treinador.

“No voleibol feminino a rede está 19 centímetros mais baixa que no voleibol masculino e Tiffany tem 1,98 metros de altura”, concluiu.

A jovem afirma estar feliz, já que foi muito bem recebida após a transformação que sofreu o ano passado.

O Golem Volley Palmi venceu o Delta Informatica Trentino e Tiffany foi a melhor jogadora em campo. Entretanto, começaram a surgir dúvidas relacionadas com a sua compleição física, diferente da maioria das mulheres que competem naquele desporto.

«Haverá cada vez mais casos como este. Nós tivemos dois nos últimos dois anos. Quero que alguém se pronuncie sobre isto e sobre o que devemos esperar no futuro. Muitos clubes estão a levantar questões sobre isto. Quero que o jogo seja disputado de forma justa e correta, bem como respeitar as pessoas», disse Mauro Fabris, presidente da Liga de voleibol de Itália.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo