CulturaSlider

Jorge Almeida e Pinho apresenta o livro “A Tradução para Edição”

Numa sessão presidida pelo Reitor da Universidade do Porto, Sebastião Feyo de Azevedo, Jorge Almeida e Pinho vai apresentar o livro “A Tradução para Edição”, no próximo dia 5 de Março, às 18h30, na FNAC de Santa Catarina, no Porto.

A apresentação da obra, que tem edição da U. Porto Edições, estará a cargo de Rui Carvalho Homem, professor catedrático do Departamento de Estudos Anglo-Americanos da Faculdade de Letras da Universidade do Porto e que se tem dedicado, como investigador, a áreas como a literatura moderna inglesa, os estudos irlandeses ou a tradução literária. Como tradutor, deu a conhecer várias obras de Shakespeare, Seamus Heaney e Philip Larkin.

Jorge Almeida e Pinho explica que “a viagem que se faz ao longo das páginas desta obra tem como ponto de partida o livro e os estudos do livro”. “Percorre-se o território dos Estudos de Tradução, com perspectivas sobre estudos internacionais fulcrais e a prática da tradução, em diferentes culturas e contextos”.

A partir de um “ângulo sociológico e literário”, sustentado em factos recolhidos e na análise de diversas obras, é possível ver uma descrição fundamentada do actual estado da Tradução para Edição em Portugal. À chegada, aprecia-se a intervenção dos tradutores junto das casas editoras e as suas condições de formação e reconhecimento público.
É uma jornada única de conhecimento sobre a interdependência e interligação da tradução com vários sistemas socioculturais. Uma expedição em que o tradutor continua a ser muitas vezes um explorador invisível.

Jorge Manuel Costa Almeida e Pinho nasceu em 1966, em Ovar, e é Doutorado em Estudos Anglo-Americanos – Tradução, pela Universidade do Porto, em cuja Faculdade de Letras fez toda a sua formação universitária. Docente do ensino superior desde 1991, na área da Língua Inglesa e dos Estudos de Tradução nas suas múltiplas vertentes, tem desempenhado funções diversas de coordenação e direcção nas instituições onde tem leccionado.

Tradutor e revisor técnico e para edição desde 1990, traduziu diferentes autores para inúmeras casas editoras portuguesas, salientando-se personalidades como Noam Chomsky, Basil Davidson, Sara Maitland, George Bernard Shaw ou Bram Stoker. É autor da obra “O Escritor Invisível – A tradução tal como é vista pelos tradutores portugueses”, de 2006.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo