CulturaPrimeira Vista

José Lírio apresenta quadros “Da Minha Terra”

Varinas, peixeiros, o Furadouro ou a Arte Xávega são alguns dos “quadros” que José Valente Lírio tem vindo a apresentar nas redes sociais com grande aceitação por parte da comunidade .

“Aventurei-me no desenho digital e estou a publicar um por dia nas redes sociais“, explicou o artista vareiro que se encontra actualmente a colaborar com o ACRA – Atelier de Conservação e Restauro do Azulejo.

Embora não exponha novo trabalhos há mais de uma década, o jeito e a arte sempre lá estiveram. José Lírio explica que, recentemente, a inspiração voltou a visitá-lo e “o confinamento deu-me o empurrão para começar a fazer esta nova colecção de trabalhos”.

Por outro lado, a temática é uma forma de homenagem ao seu bisavô, que José Lírio recorda que “teve uma companha de pesca de arte xávega”. “Sou bisneto de um arrais do Furadouro, estas imagens sempre estiveram no meu imaginário e agora resolvi deitá-las cá para fora”.

O artista disponibiliza-se para imprimir os “quadros” da vida piscatória vareira em vários suportes, seja por impressão, em azulejo, em objectos do dia a dia, entre outros.

“Há pessoas que têm imenso jeito para vender”, diz, em contraponto com ele próprio, cuja personalidade não possui essa característica e, portanto, já nem se lembra do último trabalho que vendeu.

Depois “Da Minha Terra”, José Lírio pretende lançar uma marca de desenhos para t-shirts a pensar no Verão, com o título “100 Espinhas”, mas entretanto se estiver interessado no trabalho deste artista vareiro pode contactá-lo por aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo