CulturaPrimeira Vista

José Malhoa retira logo da Câmara e promete defender-se

O cantor José Malhoa, em comunicado, responde à polémica gerada pela recolha de imagens no interior da Igreja Paroquial de Santa Marinha de Cortegaça.
O cenário “foi proposto pelo Secretário Adjunto da Junta de Freguesia de São Vicente, que veio dizer que não havia qualquer obstáculo legal para que a mesma fosse feita”, explica o cantor, em comunicado.
“Posto isto, as gravações cinematograficas realizadas dentro do átrio da igreja foram feitas à vista de todos e sem nenhuma objecção por qualquer responsável da mesma”.
O pároco de Cortegaça, Manuel Dias Silva, tem outra versão ao dizer que foi um membro da equipa de José Malhoa que pediu a um colaborador da paróquia para abrir a porta. Depois, “parece que se aproveitaram da boa-fé para gravar e filmar”, acusou o pároco.
Seja como for, José Malhoa adianta que “a sua defesa continuará a ser assegurada nos Tribunais, como é de Direito” se a isso chegar a ser obrigado.
Entretanto, a produção do videoclipe já retirou a imagem do logotipo da Câmara Municipal de Ovar, mas manteve os agradecimentos ao presidente da Câmara Municipal de Ovar e da Junta de Freguesia de Cortegaça.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo