EmpresasSlider

Lucros do Ramada caíram 32,4% no 1.º semestre para 2,5 ME

Lucros do Grupo Ramada caíram 32,4% no 1.º semestre para 2,5 A Ramada Investimentos e Indústria teve lucros de 2,536 milhões de euros no primeiro semestre, menos 32,4% do que nos primeiros seis meses de 2019, divulgou a empresa à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Ainda entre janeiro e junho, as receitas totais do Grupo Ramada caíram 17,2% para 49,174 milhões de euros e os custos reduziram-se em 14,8% para 44,069 milhões de euros.

O EBITDA (resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações) do primeiro semestre cedeu 33,1% para 5,105 milhões de euros.

Por negócios, o segmento indústria teve uma queda de 70,5% do resultado líquido para 597 mil euros no semestre.

Na informação hoje divulgada, a empresa adianta que a instabilidade económica, a crise desencadeada pela covid-19 e a cerca sanitária do concelho de Ovar (onde tem a unidade de aços, responsável por 40% do volume de negócios do grupo) dificultaram a actividade do segmento indústria.

Já no segmento imobiliário, o resultado líquido subiu 12,4% para 1,939 milhões de euros. Segundo a empresa, 90% das receitas deste segmento advêm do arrendamento de longo prazo de terrenos florestais.

Quanto a perspectivas futuras, no documento, o Conselho de Administração indica que, “tendo em conta o grau de incerteza que caracteriza o contexto actual, o Grupo Ramada não consegue quantificar o impacto real da pandemia, nem como os mercados ou as empresas se vão adaptar”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta