Publicidade
Primeira VistaSaúde

Maceda: O primeiro transporte de órgãos a bordo de um koala

A Força Aérea Portuguesa transportou, pela primeira vez na sua história, órgãos para transplante através de um helicóptero, na quarta-feira, dia 5 de julho.

Às 07h30, a Força Aérea recebeu um pedido do Instituto Português do Sangue e da Transplantação para a missão de recolha e transporte de um órgão com destino a ser transplantado numa outra pessoa.

“Tendo em conta a urgência da missão e a localização do ponto de recolha e de destino”, a Força Aérea decidiu empenhar um helicóptero AW119 Koala, da Esquadra 552 – “Zangões”, destacado no Aeródromo de Manobra N.º 1, em Ovar.

publicidade

Por se tratar de uma missão urgente e com um intervalo curto de tempo, a Força Aérea responde regularmente aos pedidos de transporte de órgãos para transplante que surgem do Instituto Português do Sangue e da Transplantação.

Nestas missões são empenhados normalmente os aviões C-295M da Esquadra 502 – “Elefantes” e Falcon 50 da Esquadra 504 – “Linces”. A escolha do meio aéreo a empregar está relacionada com a capacidade de aterrar próximo às unidades hospitalares envolvidas na missão de transplantação, bem como na distância entre o ponto de recolha e o ponto de entrega.

Desde o início de 2023, a Força Aérea já realizou 14 transportes de órgãos para transplante.

 

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo