ComunidadesPrimeira Vista

Mãe de Jack Teixeira vendia flores e agora arrisca-se a ver o filho julgado por espionagem

Neto de portugueses, Jack Teixeira é o autor de uma das maiores fugas de informação classificada dos últimos anos nos Estados Unidos. Membros do Thug Shaker Central, o grupo fechado da plataforma Discord no qual os documentos foram divulgados, contam como surgiu como surgiu este chat e como agia este militar que era líder e administrador.

O avô do jovem é açoriano, confirmou o presidente da Casa dos Açores de Fall River, Francisco Viveiros, à CNN Portugal. Teixeira não tem dupla nacionalidade e o avô será natural de São Miguel. A mãe, Donne Marie, é proprietária de uma florista em North Dighton, onde o jovem foi detido.

Jack Teixeira, suspeito de divulgar documentos secretos dos Estados Unidos sobre a guerra na Ucrânia, foi hoje formalmente acusado e vai ficar preso até à audiência de detenção, na quarta-feira, decidiu o tribunal federal de Boston. O jovem de 21 anos será julgado de acordo com o previsto na Lei de Espionagem, que estabelece que cada documento vale a sua própria acusação.

Identificado como “O.G.”, Teixeira publicou o material durante meses, inicialmente com as suas próprias anotações e, desde há alguns meses, com imagens de documentos com marcas de dobras, porque sentiu que as suas redações não eram levadas a sério, disse à AP um membro do grupo que recusou a identificar-se.

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo