Publicidade
LocalPrimeira Vista

Suspeita de “mão criminosa” no incêndio que destruiu roulotte bar

Proprietários não têm dúvidas de que não foi acidental

A roulotte bar “Barriga Cheia”, situado na Avenida Fernando Raimundo Rodrigues (nas imediações da zona desportiva), em Esmoriz, ficou reduzida a cinzas no fim-de-semana.

António Silva promete regressar e já começou as operações de limpeza do local, mas assegura que as chamas tiveram “99,9 por cento de mão criminosa”, porque os alegados autores do crime terão estroncado a porta.

Quando fechou, no sábado à noite, “depois de fazer limpeza e desligar tudo no quadro e as fichas que é o meu hábito tranquei a porta mas ainda fiquei dez minutos cá fora na conversa com os colaboradores e estava tudo bem”, conta o dono.

publicidade

Depois de chegar a casa, “recebo uma chamada de um amigo que foi à varanda fumar e viu a minha roulotte em chamas. Pensei que estava a brincar pois tinha acabado de sair de lá mas logo me apercebi que falava sério porque estava aos gritos no telefone”. “Demorei 3 minutos a chegar ao local e já encontrei tudo em chamas”.

O bar não se encontrava coberto pelo seguro pelo que vai ser “um virar de página doloroso, mas o “Barriga Cheia” promete regressar ainda mais forte”.

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo