LocalSlider

“Mãos Solidárias” oferece mais de 575 refeições por semana

O “Mãos Solidárias”, projecto promovido pela Paróquia de Ovar, com recurso a 24 voluntários e donativos de várias entidades, fornece, neste momento, 115 refeições diárias.

Sandra Santos, assistente social que gere o serviço, confirma o aumento de pedidos neste período pós-pandémico, nomeadamente de “famílias monoparentais que andaram até ao limite, mas agora já não conseguem esconder mais que o frigorífico está vazio e não têm com que alimentar os filhos”.

Na caracterização de que dispõe dos utilizadores, também realça o número crescente de pessoas “que não conseguem alimentar-se com o que ganham e recorrem a nós a partir da última semana do mês”.

A actividade do “Mãos Solidárias” envolve sobretudo refeições diárias em regime “take away” e reflecte também a distribuição de cabazes alimentares semanais por famílias ou indivíduos que, embora sem condições físicas ou logísticas para se deslocarem ao espaço paroquial, têm meios próprios de cozinhar esses bens.

No que toca à equipa de 24 voluntários que mantêm as “Mãos Solidárias” em funcionamento, Sandra Santos lembra que “tivemos dificuldades em manter as pessoas durante a pandemia, nomeadamente no cerco sanitário, porque elas tinham medo, mas estamos a conseguir recompor a equipa”.

De acordo com o mesmo diagnóstico, os utentes das “Mãos Solidárias” vêm da cidade mas também das periferias de Ovar, como Válega, Arada, Maceda, Furadouro ou Torrão do Lameiro.

Antes da pandemia, a equipa da paróquia disponibilizava 68 refeições a cada 24 horas e juntava-lhes ainda oito cabazes semanais com bens suficientes para confeccionar um total de 33 menus, o que, em cinco dias úteis, perfazia o equivalente a 373 ceias. Depois, após um abrandamento da procura devido ao isolamento domiciliário imposto ao concelho a 17 de março de 2020, as refeições aumentaram para 75 por jornada, sete dias por semana, o que, juntamente com os cabazes, passou a representar 558 menus semanais. Com os números actuais, fruto do aumento recente na procura, actualmente o “Mãos Solidária” já oferece 575 refeições por semana.

Em resultado do aumento de trabalho, o fogão onde a comida é confeccionada precisa de ser rapidamente substituído e as “Mãos Solidárias” lançaram um pedido no sentido de lhe ser oferecido um novo equipamento onde possam continuar a trabalhar em benefício dos mais carenciados.

A campanha, à qual aderiu a PSP de Ovar, encontra-se aberta à população em geral, e abrange a entrega de produtos não perecíveis, roupa e brinquedos que pode ser efectuada até ao dia 20 na Esquadra de Ovar.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo