CulturaSlider

Marcos Muge expõe na Estação de S. Bento

O artista plástico de Ovar, Marcos Muge, é um dos autores escolhidos para integrar a exposição colectiva patente na Estação de São Bento, no Porto, subordinada ao tema “Lugares e máquinas no tempo: 160 anos do comboio em Portugal”.

A mostra, que pode ser vista na gare portuense até ao próximo dia 23, é promovida pela CP, Infra-estruturas de Portugal, Museu Nacional Ferroviário e Bienal de Cerveira, e visa celebrar os 160 anos da primeira viagem de comboio em Portugal, que se assinalam no próximo dia 28.

Convidado pela organização, Marcos Muge participa na exposição com uma obra datada de 2000, onde é retratado o aveirense José Estêvão.

Segundo informação encontrada no site da Câmara de Aveiro, foi graças às insistências do deputado que se deu a alteração do percurso da via-férrea previsto para ligar Lisboa ao Porto, sendo que o projecto inicial não contemplava Aveiro. José Estêvão conseguiu que o Governo estudasse um novo traçado, mas o tribuno já não conseguiu assistir à inauguração do troço ferroviário, que aconteceu em Abril de 1864.

“Lugares e máquinas no tem­po: 160 anos do comboio em Portugal” tem como curador Jorge Velhote, poeta e pintor portuense, integrando cerca de 30 obras de diversos autores.

Num segundo momento, a exposição vai ser acolhida na Fundação Bienal de Cerveira onde ficará patente de 28 de outubro a 3 de dezembro de 2016.

Foto: Cláudio Amendoeira
Ler mais in «Porto24».

Artigos relacionados

Deixe uma resposta