LocalSlider

Mariana Palavra: “Um minuto que parecia uma eternidade”

Cerca de duas semanas depois da tragédia que devastou o Nepal, a terra voltou a tremer na região. Nesta terça (12), um terremoto de magnitude 7.3 atingiu o país, com epicentro a 80 qulômetros da capital, Katmandu, em uma área próxima ao Monte Everest.

Mariana Palavra, a ovarense que foi para o Nepal participar nas operações de auxilio, escreveu na sua página do facebook: “A 6.9 aftershock. All OK.” para sossegar amigos e familiares que não param de lhe enviar mensagens de incentivo.

Mais a frio, conta como foi viver o momento do tremor: “”Sentiu-se muito, sentiu-se muito da mesma forma que se sentiu há duas semanas. Pelo epicentro estar mais afastado de nós, de Katmandu, é que muitos edifícios se mantêm ainda em pé. Mas sentiu-se imenso. E foi longo, muito longo, foi somente um minuto mas parecia uma eternidade”, disse a funcionária da Unicef.

“Houve medo, as pessoas gritaram, rezaram e imediatamente tentamos nos proteger embaixo das mesas. Foi somente um minuto, mas parecia uma eternidade”, conta ela.

Segundo Mariana, as piores notícias chegam de um distrito mais distante e de difícil acesso, que está entre as regiões mais atingidas pelo terromoto de há duas semanas atrás. Mas sublinha que ainda não é possível ter a exacta dimensão dos estragos. “Neste momento, estamos com dificuldades em contactar as equipes que estão nas zonas supostamente mais afectadas”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta