Local

Marinha avisa para evitar passeios junto à costa

A Marinha recomenda à população que evite zonas costeiras devido à agitação marítima, que já levou ao encerramento de nove barras em Portugal continental e Açores.

O porta-voz da Marinha, comandante Paulo Vicente, recomendou à população para evitar a “orla costeira, sobretudo nas zonas onde há forte agitação marítima”.

“Há tendência e curiosidade natural das pessoas se aproximarem e as ondas podem fazer com que haja um acidente. As pessoas devem tentar evitar aproximar-se pela orla costeira para não serem levadas pela ondulação que está forte, entre quatro a cinco metros, resultantes de uma tempestade no Atlântico”, adverte o comandante Paulo Vicente.

A agitação marítima levou esta terça-feira ao encerramento de nove barras, oito em Portugal continental e uma nos Açores, e ao condicionamento de duas, informa a Marinha na sua página na Internet. .

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prolongou o aviso amarelo para dez distritos de Portugal continental devido a agitação marítima até às 18 horas de quarta-feira. Segundo o IPMA, estão previstas ondas entre os quatro e os cinco metros.

Recorde-se que a agitação marítima provocou danos num apoio de praia, no Furadouro, em Ovar, e danos em seis embarcações de pesca de pequeno porte e duas embarcações auxiliares que estavam estacionadas em terra no porto de Rabo de Peixe, São Miguel, nos Açores.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo