Carnaval

Mascarados são “reis” em festival em Lisboa

Figuras mascaradas trasmontanas vão descer à baixa de Lisboa para mostrar a sua irreverência aos milhares de visitantes de todo o mundo que passam no XI Festival Internacional da Máscara Ibérica (FIMI).

O festival de cultura vai decorrer e 05 a 08 de maio, na praça do Rossio, em Lisboa.
Caretos, Chocalheiros Velhas e Velhos, Sécias e Farandulos, Pauliteiros, e outros mascarados provenientes dos concelhos de Bragança, Miranda do Douro, Mogadouro, Macedo de Cavaleiros e Vinhais serão este ano os reis da festa, num total de mais de uma dúzia de grupos.

A representação do Nordeste Transmontano é, na edição deste ano do FIMI, a que tem uma maior representação de toda a iniciativa, à qual se associam outros grupos vindos de Mira (Coimbra), Lamego (Viseu) e Ílhavo (Aveiro). O certame conta ainda com grupos estrangeiros vindos de Espanha e da Sardenha.

“Os municípios vão-se apercebendo do potencial de atração turística que o FIMI tem e de ano para ano a presença do Nordeste Transmontano é cada vez mais forte. No espaço da mostra de produtos regionais vão estar ‘stands’ de Mogadouro, Miranda do Douro e Macedo de Cavaleiros”, indicou Hélder Ferreira da Progestur, a entidade corresponsável pela iniciativa.
Na edição desse ano, o concelho transmontano de Miranda do Douro “vai promover-se ” no primeiro dia do festival (05 de maio) através um jantar musical no Espaço Espelho de Água, aberto à comunidade mirandesa radicada em Lisboa, dando a de degustar os principais elementos da gastronomia mirandesa “e falar o mirandês”.

“Este festival é uma forma de captar novos públicos e colocar os lisboetas a falarem mirandês. Levar a nossa peculiar cultura até Lisboa é uma forma de mostrar a sua vitalidade e atrair novos públicos”, disse o presidente da câmara de Miranda do Douro, Artur Nunes.
Este ano, o dia 06 de maio será dedicado ao município de Miranda do Douro, que vai levar consigo diversas atrações culturais, que vão dar a conhecer mais sobre a forte cultura mirandesa, prometendo “encantar” pela preservação “das raízes tradicionais de uma cultural ancestral”.

À noite, o palco ibérico do FIMI em plena praça do Rossio será ocupado pela banda folk de origem mirandesa ” Os Trasga”, uma formação que só excuta música original que assenta nas tradições do Planalto Mirandês.
Contudo, outras formações musicais como os gaiteiros de Miranda do Douro ou o Quinteto do Reis vão animar as principais artérias circundantes à praça do Rossio.

Nos quatro dias do festival são esperados mais de 500.000 visitantes de várias nacionalidades para visitarem o recinto do FIMI.
Este ano o Desfile da Máscara Ibérica está marcado para o dia 07 de maio e vai contar com 27 grupos e 500 participantes.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo