Cultura

“MecaniKa”, de Paulo Duarte, estreia “Novo”

Paulo Duarte e a sua MecaniKa foram convidados especial da edição deste ano do 30.º Festival Internacional de Marionetas do Porto (FIMP) que termina amanhã.

No dois últimos dias do certame, MecaniKa, companhia de marionetas fundada por ele em França e actualmente sediada em Rennes, apresentou, em estreia nacional, o espectáculo “Novo”.

A performance-instalação da Mecanika traz um olhar, ora divertido, ora trágico e contemplativo sobre a cidade e sobre os seres que a habitam. Segundo Paulo Duarte, “este projecto multiforme examina a relação entre a vertiginosamente complexa realidade material das grandes cidades, e a absoluta singularidade das situações humanas que nelas encontramos, que nos tocam pela sua simplicidade, pela sua banalidade”.

O projecto “Novo” coloca-nos a “questão, inúmeras vezes abordada nas artes, na política, nas ciências, da representação da cidade enquanto modo de a pensar, de a construir, de a sentir e de a viver”. De um ponto de vista plástico, concepção e encenação, o projecto tenta, em cada uma das suas versões, restituir as poderosas sensações que a cidade provoca e dar conta das infinitas sobreposições de técnicas, discursos, acontecimentos e materiais que a constituem.

Enquanto convidado do trigésimo aniversário comum do Balleteatro Escola Profissional e do Festival Internacional de Marionetas do Porto, o vareiro radicado em França apresentara já, no anterior fim-de-semana, uma criação desenvolvida em parceria, designada “Happy Birthday”.

Paulo Duarte é diplomado em pintura pelas Belas Artes do Porto (Portugal) e tem noi currículo participações em várias exposições colectivas e individuais com diferentes linguagens. O seu interesse pelo espectáculo vivo leva-o a França para prosseguir os seus estudos na l’École Supérieure des Arts de la Marionnette (menção especial do júri para a conceção e realização plástica). Terminados os estudos, funda com David Girondin Moab a companhia Pseudonymo, que codirige até 2006. Entre 2007 e 2011 funda, com Renaud Herbin e Julika Mayer a companhia Là Où – marioneta contemporânea. Em 2012, Paulo Duarte funda a MecaniKa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo