Opinião

Menina estava melhor com os pais de coração – Deise Lorine

À família da Susana foi confiada a guarda total da Andreia. A bebé veio com 15 dias de vida para casa dela.

A Susana e a sua família deram a esta menina um lar acolhedor, com amor, carinho e afecto.

Os “pais” biológicos sempre acompanharam o crescimento da menina de perto. Hoje, a Andreia completa o seu primeiro aninho de vida, longe daqueles que a criaram com amor, porque ao fim de quase um ano, os “pais” biológicos chegaram à conclusão que a menina estava melhor numa instituição!

Um dia antes da Andreia completar o seu primeiro aniversário foi retirada aos pais de coração. A técnica da Segurança Social deu a Susana como doente por ter alguns brinquedos adequados à idade da menina.

Quem a conhece sabe bem que nada disso é verdade, pois caso fosse, a CPCJ não lhe teria confiado a guarda.

Como é que é possível chegar à conclusão de que a criança está melhor entregue a uma instituição do que à família que a criou, amou e fez de tudo para que nada lhe faltasse? Em que mundo vivemos para fazerem tremenda barbaridade?

Esta retirada chocou todas as pessoas que convivem com a Susana e a sua família! Foram criados laços de puro amor com a Andreia e ao fim de um ano é retirada. Não foi zelado o bem-estar da criança!

Que seja feita justiça para que a pequena Andreia volte para a sua família que sofre muito com esta retirada repentina. Eu, Deise, confirmo a veracidade do amor, carinho e bem estar que foi dado à Andreia pela sua família de acolhimento. Conheço a Susana e o Vítor desde sempre.

Muita força para vocês e para a família. Princesa, estamos todos à tua espera!

Deise Lorine (Esmoriz)

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo