LocalPrimeira Vista

Ministra visita obras prioritárias da Estratégia Local de Habitação

Marina Gonçalves, Ministra da Habitação, visitou hoje o Município de Ovar, onde teve oportunidade de conhecer de perto a estratégia local de habitação no concelho de Ovar – as candidaturas aprovadas, as candidaturas já submetidas e as candidaturas a submeter ao IHRU (Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana), bem como as obras já concluídas e as que estão a iniciar no âmbito do “1º Direito”.

Na sessão organizada no Salão Nobre estiveram presentes a presidente do Conselho Diretivo do IHRU, Isabel Dias, os deputados à Assembleia da República António Topa Gomes, Carla Madureira, , Ricardo Sousa e Helga Correia, presidente da Assembleia Municipal, vereadores da Câmara Municipal, presidentes das Juntas de Freguesia do concelho e técnicos das várias entidades.

A sessão foi marcada pela convergência de opiniões do presidente da Câmara Municipal de Ovar e da Ministra da Habitação, que encaram a habitação como uma prioridade. “Prioridade extrema na ação autarquia”, nas palavras de Salvador Malheiro, e uma prioridade do governo, porque “sem casa ninguém tem uma vida plena”, referiu a Ministra na sua intervenção.

A visita culminou com a deslocação a duas obras: Ao Conjunto Habitacional do Furadouro (obra já concluída) e composta por 50 gogos, que foi alvo de uma intervenção recente.  E ao Bairro D. Maria II – (candidatura em fase de submissão/análise) – Bairro localizado no Lugar do Casal, constituído por 52 frações, edifício constituído por 11 apartamentos com tipologias T3, 30 com tipologia T2 e 11 com tipologia T1.

Recorde-se que a Estratégia Local de Habitação do Município de Ovar, avaliada em mais de 33 milhões de euros, preconiza as soluções habitacionais de reabilitação de frações e prédios habitacionais, aquisição e reabilitação de frações e prédios degradados e construção de novos prédios para habitação, em regime de arrendamento apoiado, num cômputo de 500 soluções habitacionais, sendo que 363 são de iniciativa municipal e 137 reportam a beneficiários diretos direcionadas a 928 pessoas a executar até junho de 2026.

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo