Opinião

[Mongólia/Ovar] Voltar de carro

Então é assim: no que toca às actividades solidárias cumprimos completamente com o objectivo da entrega do material médico e do voluntariado. Mas infelizmente, o terceiro objectivo, da doação do carro, não foi possível. Explicamos.

Conforme já dissemos anteriormente, os serviços alfandegários mongóis não aceitaram o pedido da Cruz Vermelha da Mongólia para isentar o carro de imposto de importação, mesmo sabendo que se destina a doação. Isto sucede porque para além do imposto normal de importação, a Mongólia aplica um imposto especial para carros com mais de 10 anos. E se bem que por vezes é possível isentar os carros de imposto normal quando estes se destinam a doação, a alfândega não quis aceitar isentar do imposto especial. Toda esta situação foi completamente inesperada quer para nós, quer para a CV.

Além disso, como sabem, fizeram-nos pagar este imposto por antecipação à entrada da Mongólia, na forma de um depósito de 6000 dólares, que apenas nos devolverão quando saírmos do país.

Pedimos mais um mês de licença e tentámos de tudo para desbloquear a situação: trabalhamos junto da secretaria-geral da Cruz Vermelha, consultámos advogados e advogados especializados em questões alfandegárias. Considerámos doar o carro na Rússia. Considerámos enviar o carro de volta de comboio até à Estónia, juntamente com os do Mongol Rally. Por várias razões que não vale a pena detalhar, todas estas hipóteses se mostraram impossíveis. E agora temos mesmo de voltar pois já são 2 meses a trabalhar sem ganhar nos quais suportamos 100% dos gastos.

Não há outra hipótese: para não perdermos os 6.000 USD teremos de voltar com o carro até à Europa. Partiremos no fim-de-semana e obviamente vamos escolher uma rota mais directa para chegar, que atravessa a Sibéria. Que não está isenta de problemas, o maior deles o gelo. Vamos fazer os possíveis por chegar rapidamente mas em segurança, possivelmente com um amigo. O carro volta hoje do mecânico onde fez uma revisão geral, comprámos novo filtro de ar e de diesel, já comprámos pneus adequados para a neve e já fizemos uma revisão ao motor que estava a perder rendimento.

Serão alguns dias e 11.000 Km. Atá já.

Miguel Jeri

Artigos relacionados

Deixe uma resposta