LocalSlider

Município paga 84% da segurança balnear

A Câmara Municipal de Ovar assegura e reforça a vigilância de todas as praias do concelho, durante a época balnear 2017, através da celebração de um protocolo com as Associações Humanitárias dos Bombeiros Voluntários de Ovar e de Esmoriz, e com as Juntas de Freguesia de Esmoriz, Cortegaça e Maceda, assumindo a autarquia mais de 84% da comparticipação financeira.

“A vigilância das praias exige grande sentido de responsabilidade dado que o que está em causa é a segurança das pessoas”, reitera o presidente da Câmara Municipal, Salvador Malheiro, avançando que “as Juntas de Freguesia de Esmoriz, Cortegaça, e Maceda, a exemplo do ano anterior, associaram-se à autarquia na celebração e comparticipação financeira deste protocolo, que inclui a vigilância de todas as nossas praias”, nomeadamente o Torrão Lameiro – Marretas, Furadouro Sul, Furadouro Central, Furadouro Norte, São Pedro de Maceda, Santa Marinha – Cortegaça, Miradouro – Cortegaça, Praia Velha Campismo – Esmoriz, Praia do Cantinho – Esmoriz, e Praia do Capitão Gancho – Esmoriz.

No que se refere à vigilância das Praias do Furadouro Sul, Furadouro Central, Furadouro Norte e Torrão do Lameiro – Marretas, o custo total do Plano Integrado apresentado pela autarquia ascende a 27.980,00 €, dos quais a Câmara Municipal assegura 23.680,00 €, e a União de Freguesias deverá assegurar os restantes 4.300 €.

Nas freguesias a Norte do concelho, para a vigilância das Praias das freguesias de Maceda, Cortegaça e Esmoriz a autarquia assume o montante de 44.865,00 €, a Junta de Freguesia de Esmoriz 4.000 €, a Junta de Freguesia de Cortegaça 2.900 €, e a Junta de Freguesia de Maceda a quantia de 1.700 €.

Assim, no âmbito deste protocolo, o Município de Ovar assume mais de 84% dos encargos totais a suportar com a vigilância em todo o território, num valor global de 77.145,00€, em que a Câmara Municipal suporta 68.545,00 € e as Juntas de Freguesia outorgantes assumem os restantes 8.600,00 €.

De referir que, a fim de preparar a época balnear que se avizinha, a Câmara Municipal apresentou o Plano Integrado de vigilância das praias do território às Capitanias do Porto de Aveiro e do Porto do Douro, que foi aprovado por aquelas entidades e que se encontra traduzido no protocolo a outorgar, o qual contempla todas as praias do concelho de Ovar.

Salvador Malheiro insiste que “é dever do Município dinamizar as suas praias, de forma a atrair veraneantes, com a consequente dinamização da economia local e promoção do território. Mas, simultaneamente, é uma obrigação acautelar e garantir todas as condições de segurança para os nossos munícipes e para todos aqueles que nos procuram”.

A propósito deste apoio da Câmara Municipal às Associações Humanitárias, que sofreu um aumento significativo face ao ano anterior, o autarca justifica que se deve ao “reconhecimento do mérito e da importância fundamental do papel que os bombeiros e os nadadores-salvadores desempenham no socorro e apoio à população durante a época balnear. É uma necessidade”.

“Temos orgulho de sermos referidos como exemplo a nível nacional no apoio aos nossos bombeiros”, conclui o autarca.

A minuta do protocolo de colaboração a celebrar entre o Município de Ovar as duas Associações dos Bombeiros Voluntários e as Juntas de Freguesia de Esmoriz, Cortegaça e Maceda foi já aprovada, por unanimidade, em sede de reunião do executivo municipal, e define os termos e as condições de apoio e a comparticipação financeira de todas as partes.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo