LocalPrimeira Vista

Município ultima impacto ambiental dos quebra-mares

O presidente da Câmara Municipal de Ovar, Salvador Malheiro, esteve, no final da semana passada, na sessão de abertura do workshop Prospectivo para a Consolidação das TICE na Economia do Mar, dando enfoque para a problemática da orla costeira que afecta o território vareiro.

O autarca revelou que a Câmara Municipal contratou, a expensas próprias, os projectos de execução de quebra-mares destacados das praias de Cortegaça e Furadouro e os respectivos Estudos de Impacto Ambiental, os quais se encontram a ser ultimados. Complementando, desta forma, os projectos de alimentação artificial (shot’s de areia) desenvolvidos pela APA – Agência Portuguesa do Ambiente. Estes projetos são ainda acompanhados de estudos de Custo – Benefício, com vista a serem determinadas as vantagens das intervenções.

Salvador Malheiro revelou que “estamos cientes que, as questões da orla costeira não são uma competência municipal, mas tínhamos que avançar para as soluções. No entanto, este trabalho tem sido realizado em estreita colaboração com a APA – Agência Portuguesa do Ambiente, estando prevista a candidatura dos projetos de execução ao POSEUR.” Adiantando que “estamos a falar de valores elevados, na ordem dos 16 Milhões de Euros, que só serão exequíveis com financiamento europeu”.

Sobre o tema, o autarca revelou que, na Câmara Municipal de Ovar, “somos gente de acção, gente que procura as soluções e não os problemas, e nunca deitamos a toalha ao chão”, aproveitando para enumerar as várias diligências efectuadas e os passos dados em prol da defesa da costa, incluindo os que não são de competência municipal.

Paralelamente, Salvador Malheiro recordou que “esta é uma área em constante mudança, em resultado das alterações climáticas e outros fatores, e que é necessário estar alerta, atento e disponível para novas e diferenciadoras soluções. É o que temos feito no Município de Ovar”.

O Workshop Prospetivo para a Consolidação das TICE na Economia do Mar foi promovido pela Inova-Ria, com o apoio da Câmara Municipal de Ovar e da SEMA – Associação Empresarial Sever do Vouga, Estarreja, Murtosa, Albergaria-a–Velha e Ovar.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo