LocalSlider

Município vai continuar a reivindicar e… à espera

[themoneytizer id=”16574-1″]

A renovação integral dos 32 quilómetros entre Gaia e Ovar, empreitada contemplada no Ferrovia 2020, é considerada urgente, mas para já decorre apenas o concurso para a renovação integral de via entre Espinho e Gaia, no valor de 49 milhões de euros. A obra entre Espinho e Ovar continua à espera.

“Os adiamentos continuam”, critica Salvador Malheiro, apontando que os trabalhos que decorreram na Linha do Norte foram até ao extremo sul do concelho e não avançaram mais, o mesmo sucedendo a norte que ficaram em Espinho.

O Edil já não acredita em promessas quando o tema é o caminho de ferro. “Ou são adiadas ou são prometidas em períodos de eleições”. Aliás, esta última promessa de projecto para a Estação da CP “cheira a eleitoralismo, pois prometem-se obras para 2020 quando sabemos que há eleições em 2019”, alerta o presidente ovarense que garante que vai continuar a reivindicar e… à espera.

Um relatório do estado da infraestrutura, datado de maio de 2017, diz que “a vida útil dos activos neste troço da Linha do Norte há muito que foi excedida”.

A renovação integral da linha entre Gaia e Ovar mantém o calendário, depois da actualização dos prazos face a 2016, quando foi lançado o plano Ferrovia 2020. O concurso para a empreitada de modernização entre Gaia e Espinho está em marcha, mas a contratação do projecto para o troço entre Espinho e Ovar aguarda.

A sinalização electrónica e telecomunicações entre Espinho e Gaia e a renovação integral da via Valadares–Gaia já estão em curso, enquanto a modernização Espinho e Gaia já foi apresentada, ficando para último a modernização entre Ovar e Espinho, a mais cara das quatro fases, avaliada em 52 milhões de euros, cujo lançamento está previsto para o segundo semestre de 2019.

Apesar do último avanço que diz respeito à promessa de projecto para requalificação da estação da CP de Ovar, o presidente Salvador Malheiro não esconde que está “profundamente desapontado e revoltado pelo constante adiamento, por parte das Infraestruturas de Portugal, das obras na Linha do Norte do concelho de Ovar”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta